Geral

Xis ou hambúrguer? Quem vence o duelo épico?

O lanche mais tradicional dos gaúchos ganha forte concorrente no Estado

Quem será que vence este duelo épico? (Foto: Matheus Freitas/Beta Redação)

Quem será que ganha? (Foto: Matheus Freitas/Beta Redação)

O Rio Grande do Sul é a terra do churrasco. Mas também pode ser considerado o estado do “xis”. Não se sabe ao certo onde, especificamente, essa receita foi criada, mas, com certeza, é aqui no Rio Grande do Sul que esse lanche é mais popular.

Pode se dizer que o xis é uma transformação do hambúrguer dos EUA. Ele chegou ao Brasil por meio de redes de fast food e foi se transformando. Primeiro virou cheeseburger, depois x-burguer até chegar à versão gauchesca: xis.

Os sabores e as variedades são muitos: de coração, salada, bacon, misto, entre outros. Até alguns anos atrás, o xis reinava absoluto no RS como o lanche mais popular. E pode-se dizer que ainda continua desfrutando desse reinado, mas hoje enfrenta um forte concorrente que chegou de mansinho e agora já tem dominado diversos estabelecimentos espalhados por todo o Estado: o hambúrguer gourmet.

 

Dos food trucks as hamburguerias

Os hambúrgueres de grandes empresas de fast food já disputavam os clientes no Estado há algum tempo (McDonald’s e sua turma fanfarrona comanda por Ronald McDonald, por exemplo, chegou ao RS por volta da década de 1980). Mas foi aproximadamente há dois anos que esses lanches passaram a serem disponibilizados aos gaúchos de uma forma mais sofisticada: eis que surge o tal do hambúrguer gourmet.

Segundo o  chefe de cozinha, Alexandre Baggio, 46 anos, formado em gastronomia, o hambúrguer gourmet começou a surgir no Estado a partir do crescente movimento de food trucks e de hamburguerias gourmets em São Paulo. No início, ele, que não é muito chegado ao termo “gourmet”, achava que seria difícil concorrer com o xis gaúcho. “Eu não gosto muito do termo ‘gourmetização’, me incomoda bastante. Prefiro acreditar em comida boa. E logo que esse tipo hambúrguer chegou ao Estado achei difícil competir com o xis. Mas nós temos a melhor carne do Brasil, profissionais capacitados e podemos, sim, fazer excelentes hambúrgueres”, diz Baggio.

 

Xis vs hambúrguer

De um lado, com todos os seus ingredientes prensados em um grande pão redondo e pesando, em média, 400g, o lanche mais tradicional do Estado: o bom e velho xis. Do outro lado, com seus ingredientes empilhados uns em cima do outro e pesando entre 100g e 200g, o novo queridinho do pedaço: o hambúrguer gourmet. Confira uma avaliação geral sobre as duas receitas.

 

Popularidade

Enquanto o gosto pelo hambúrguer ainda está iniciando pelo Rio Grande do Sul afora, o xis já domina praticamente todos os cantos do Estado. A prova disso é que aqui existe até uma “Capital do Xis”.

Em 2015, o vereador César Augusto Ribas Moreira (PRB) criou o PL 15/2015. Esse Projeto de Lei, aprovado pela Câmara de Vereadores, faz com que a cidade de Canoas seja reconhecida como a Capital do Xis. Além disso, o PL 15/2015 também traz em seu calendário uma data oficial para o lanche: 28 de maio, o “Dia do Xis”. Segundo Moreira, Canoas tem uma tradição de mais de 40 anos do “típico xis gaúcho”.

Canoas, a "Capital do Xis"

Canoas, a “Capital do Xis” (Foto: Gifmaker)

Porém, mesmo que o hambúrguer seja um produto relativamente novo, já deixou sua marca no Estado: em Porto Alegre foi inaugurada a primeira hamburgueria licenciada de um clube de futebol no mundo.

foto-5-hamburgueria-do-gremio-arqgastro

Hamburgueria 1903, lanchonete oficial do Grêmio (Foto: Arq&Gastro)

A Hamburgueria 1903, inaugurada em setembro de 2014 na Rua Andradas, em Porto Alegre, recebe esse nome em homenagem a data de criação do Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense. Todo o ambiente do local é inspirado no clube gremista. A loja foi criada a partir de uma parceria entre o Grêmio e a empresa alimentícia SportFood e, atualmente, já possui franquias em outros endereços, como no Shopping Iguatemi, na Avenida Praia de Belas e na Arena do tricolor.

Porém, só um lanche tão popular quanto o xis para dar nome a uma animação.

A série animada X-Coração, criada pelo gaúcho Lisandro Luis Lopes dos Santos, ex- proprietário da produtora Cartunaria tem sua história focada em Alex, um sujeito que trabalha em uma lancheria e tem uma banda de rock. O curta teve episódios exibidos no Curtas Gaúchos, da RBS TV, e nos canais pagos Nickelodeon e Disney XD, além de ser exibido na América Latina.

De acordo com Santos, o xis de coração é um lanche tipicamente gaúcho e como a série tem a cidade de Porto Alegre como pano de fundo, o produtor achou apropriado fazer essa homenagem em sua animação.

 

 

Então, inevitavelmente, a popularidade do xis é bem maior que a do hambúrguer. Ponto para o xis.

 

Atendimento

Entre os clientes frequentadores de lancherias e hamburguerias, a resposta foi unânime: o atendimento é melhor nas hamburguerias.

A estudante Maria Eduarda Tomasini, 18, diz que ela, o namorado e o irmão são mais bem tratados em hamburguerias. “Tem lancherias que atendem muito mal e tem também umas boas. Porém, nas hamburguerias sempre fui muito bem atendida. Além disso, as lancherias também demoram mais para trazer os lanches”, comenta.

Já o profissional de logística Jaison Oliveira Ferreira, 30, destaca o atendimento das hamburguerias Barburguer, em São Leopoldo, e da Hamburgueria 1903. Para o chef Alexandre Baggio o atendimento diferenciado realmente faz parte da estratégia das hamburguerias. “Elas apostam na qualidade e identidade. E isso tem a ver, também, com o ambiente e os serviços diferenciados e particulares”, acrescenta.

foto-7-1-atendimento-fonte-reproducao-bombaburguer-facebook

Não é todo o lugar que tem o Darth Vader passeando entre as mesas enquanto você come o seu hambúrguer (Foto: Bomba Burguer)

foto-7-2-atendimento-fonte-reproducao-bombaburguer-facebook

(Foto: Bomba Burguer)

Ainda que a Beta Redação não tenha ouvido todos os clientes que já frequantaram lancherias e hamburguerias, não tem para o xis no quesito atendimento: o hambúrguer empata o jogo.

 

Ambiente

O ambiente de lancherias, onde, normalmente, vende-se o xis, frequentemente são espaços parecidos. Há toda uma atmosfera de bar. Alguns mais sofisticados e outros nem tanto.

No entanto, muitas hamburguerias acabam fornecendo ambientes diferenciados para agradar os clientes. A própria Hamburgueria 1903, que tem toda a sua decoração inspirada no Grêmio, com réplicas das taças dos títulos conquistados, camisas, fotos etc, oferece um atrativo a mais para os torcedores gremistas (e, também, por que não os colorados?) irem se alimentar no local.

foto-8-parede-hamburgueria-do-gremio-fonte-comunicacao-tendencias

Decoração inspirada no tricolor é aposta da Hamburgueria 1903 (Foto: Comunicação e Tendências)

Já para os amantes de cultura pop, uma boa pedida é a Bomba Burguer, localizada em Sapucaia do Sul. A hamburgueria tem toda a decoração inspirada em elementos de cultura pop, e até o cardápio traz cada um dos hambúrgueres com o nome de alguma referência pop – como o Atari Clássico, fazendo menção ao vídeo game criado na década de 1970.

A designer de interiores, Fabiane Carvalho, sócia-proprietária do local, recorda que ela e o marido, Fábio Bombardelli (por isso o nome de Bomba Burguer) sempre gostaram desse universo e os dois já tinham uma loja de games, chamada Bomba Games, em Sapucaia do Sul. A partir de alguns cursos de hamburguerias realizados por Bombardelli, surgiu a ideia da Bomba Burguer. “A temática do local foi uma mistura de gostos. Sempre amei comics e quadrinhos, assim como filmes de super-heróis. O Fábio, por sua vez, coleciona e curte todo o tipo de game. Então juntar os universos foi bem natural para nós. E são assuntos atemporais, todos, de alguma maneira, se identificam”, relata.

foto-9-1-fonte-giovana-smialowski

A temática pop é atrativo para clientes do Bomba Burguer (Foto: Giovana Smialowski)

foto-9-2-fonte-giovana-smialowski

(Foto: Giovana Smialowski)

No local, além da decoração com vídeo games antigos, quadrinhos, entre outros, os clientes ainda podem esperar o seu lanche jogando Fliperama ou consoles mais modernos, como PlayStation 4 e XBox One.

Porém, gosto, partido político, religião, time de futebol… cada um tem o seu. E há pessoas que preferem o bom e velho ambiente de bar.

Quanto ao ambiente, achamos justo declarar um empate nesse quesito. Entre Xis e Hamburguer: 2 a 2.

 

Sabor

Assim como o ambiente, o sabor de um lanche é algo muito específico e varia de pessoa para pessoa. Então a ideia não é avaliar necessariamente qual deles é o melhor e sim em qual alimento está mais bem distribuído os sabores de cada ingrediente.

Conforme a avaliação do chefe Alexandre Baggio, o hambúrguer se torna vencedor nesse quesito. “A meu ver, o sabor de um xis está muito ligado com o que chamamos de ‘confort food’. Ele traz lembranças e sabores que estão gravados em nossa memória. Mas, infelizmente, quase todos os seus ingredientes são industrializados, com conservantes e saborizantes. Enquanto que o hambúrguer tende a ser mais artesanal, com carnes variadas e cortes diferenciados. Além de queijos, molhos criados nas próprias hamburguerias e outros ingredientes que a criatividade pode imaginar e colocar em harmonia”, diz.

foto-11-sabor-fonte-glamurama

Hambúrguer tende a ser mais saboroso (Foto: Glamurama)

Porém, ele também não resiste ao lanche dos gaúchos: “Mas, entenda, eu adoro um bom xis!”.

 

Valor

Por conta da diversidade de ingredientes e de ser um trabalho mais artesanal, o hambúrguer acaba saindo mais caro que um xis.

O valor médio de um hambúrguer varia entre R$ 25 e R$ 30 e na maioria dos locais, os hambúrgueres vêm acompanhados de batata frita. Já o xis tem uma grande variação de preços. Podendo ser de R$ 8 até R$ 25, dependendo do tamanho do lanche, alimenta até duas pessoas.

No Xis Pagliarini, na Capital do Xis (Canoas), o lanche mais caro é o Xis Strogonoff e o Xis Filé Duplo, cada um custa R$ 25. Os mais baratos são o Xis Salada e o Xis Vegetariano (R$ 13).

Então, ponto para o Xis.

 

Saúde

É quase um conceito absoluto entre médicos e nutricionistas que estes lanches não são alimentos saudáveis. Normalmente um médico sugere frutas e alimentos ricos em proteínas, ao invés de um belo xis ou hambúrguer.

A nutricionista Rosana Silveira Borba lembra que o xis é feito com alimentos industrializados e por isso acredita que o hambúrguer é o “menos pior” entre os dois. “Sem dúvidas o hambúrguer é mais saudável do que o xis, porque tudo que é feito com ingredientes frescos é melhor para a saúde. Menos conservantes e menos corantes”, explica Rosana.

Ponto pro hambúrguer.

Quantidade

Em termos de quantidade, normalmente, um xis é maior que um hambúrguer.

Apesar de, na maioria das vezes, cada lanche satisfazer o seu cliente, o xis tem a incrível capacidade de juntar diversos alimentos entre seus dois pães prensados que vão, em média, de 20 cm a 25 cm de diâmetro.

foto-12-xis-fonte-xis-pagliarini

O xis geralmente tem o tamanho maior (Foto: Xis Pagliarini)

O hambúrguer apresenta pães menores, mas por não prensar seus alimentos, são mais “altos” e recheados.

Alguns hambúrgueres podem ser maiores que determinados xis, mas, no geral, o “lanche dos gaúchos” vence a disputa. Sem falar que em algumas lancherias é vendido o Xis Calota. Ele é tão grande que comer um desses sozinhos acaba se tornando uma missão bem difícil de ser realizada. Alguns chegam a pesar até 2 kg.

foto-14-xis-calota-fonte-site-poracaso

A cara de felicidade demonstra o que um Xis Calota pode proporcionar para as pessoas (Foto: Site Por Acaso)

Placar final: empate. Mas pra quem chegou há tão pouco tempo, o hambúrguer gourmet amedronta. Talvez o xis deva se preocupar com seu reinado – ao menos em solo gaúcho.

 

Lida 3372 vezes

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Por favor resolva a equação * Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.