Política

O discurso de Temer segundo…

Oito profissionais de áreas diversas interpretam o primeiro pronunciamento do presidente interino

Inspirados pela artista francesa Sophie Calle, que transformou em exposição de arte o e-mail de rompimento recebido de um então companheiro, repórteres da Beta Redação convidaram oito profissionais de diferentes áreas para fazer uma interpretação livre, mas baseada em seus conhecimentos e habilidades, sobre o primeiro discurso oficial de Michel Temer como presidente interino, pronunciado na quinta-feira (12), em Brasília.

Veja neste gráfico interativo as interpretações:

 

Conheça melhor, abaixo, quem são os profissionais convidados pela Beta Redação para interpretar o discurso de Temer:

…UM CIENTISTA POLÍTICO:

Bruno Lima Rocha, de 44 anos, é doutor em ciência política e professor universitário, e como cientista político, ele afirma ser adepto a uma análise heterodoxa, porque acredita que nenhuma escola teórica dá conta do conjunto dos fenômenos sociais.

…UM PROFESSOR DE CINEMA:

Milton do Prado Franco, professor da Unisinos e coordenador do curso de Realização Audiovisual, comenta do ponto de vista cinematográfico e da narrativa o discurso de Michel Temer.

…UM NARRADOR ESPORTIVO:

Thiago Suman, narrador esportivo da Rádio Grenal, narra o discurso de Michel Temer como se fosse um jogo de futebol.

…UM ATOR:

Pedro Bertoldi, 19 anos, é ator e estudante de Teatro na UFRGS. Trabalha com atuação há cinco anos e atualmente ensina a arte para crianças em situação de vulnerabilidade. Escolheu interpretar o discurso de Michel Temer de forma irônica, pois acredita que o processo de impeachment de Dilma Rousseff se trata de um deboche praticado contra o povo e sua inteligência. É contrário ao governo Temer e principalmente à extinção do Ministério da Cultura.  “O fim  do Ministério da Cultura representa um retrocesso gigante ao avanços conquistado pela classe artística. Faço uso da minha arte como forma de protesto. O momento não é para nos calarmos, e sim para fazer barulho”, diz Bertoldi.

…UMA ARTISTA PLÁSTICA:

Luane Abatti tem 24 anos, mora em Porto Alegre e estuda Artes Visuais na UFRGS. Escolheu fazer a performance em vídeo inspirada no “Vomitaço”, ação feita por ativistas cibernéticos na página oficial do PMDB, partido de Michel Temer. Nessa ação, internautas publicaram nos comentários de todos os posts da página o emoji de um boneco vomitando. As cores escolhidas também foram por esta razão. Segundo ela, “vômito foi a primeira coisa que me lembrei quando pensei sobre o discurso dele”. Luane é contra o impeachment, que considera um golpe.

…UMA PROFESSORA DE PORTUGUÊS:

Mestranda em Linguística na PUCRS, Mara Rubia Rodrigues Freitas, 46 anos, é professora de português e funcionária pública. Sua posição é desfavorável ao processo de impedimento, “tendo em vista que o mérito do crime de responsabilidade ainda não transitou em julgado”. Entretanto, ela salienta que a posição política não influencia a análise linguística: “Não há ponto de contato entre as duas abordagens (ideológica e linguística), pois o recorte teórico que dá sustentação à análise é afiliado ao estruturalismo autorreferencialista saussuriano. Além disso, o objeto analisado é o pronunciamento de posse do presidente interino, e não peças do processo de impedimento”.

…UM PSICANALISTA:

Mestre em Psicologia do Desenvolvimento pela UFRGS e em Psicanálise e Psicopatologia pela Universidade de Paris 7, o psicanalista Otávio Augusto Winck Nunes, 51 anos, considera-se “de esquerda, mesmo já não sabendo bem o que isso quer dizer”.

… UM JURISTA:

Doutor em Direito, Lenio Luiz Streck, 60 anos, é professor titular da Unisinos, advogado e ex-procurador de Justiça do Rio Grande do Sul.

 

Lida 906 vezes

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Por favor resolva a equação * Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.