Geral

Teleagendamento de consultas do SUS busca reduzir filas

Pelo menos cinco cidades da Região Metropolitana, como Gravataí, adotaram a iniciativa

Marcação de consultas do SUS por telefone tem como objetivo agilizar atendimento. Foto: Marcelo Casal Jr./Agência Brasil.

Marcação de consultas do SUS por telefone tem como objetivo agilizar atendimento. Foto: Marcelo Casal Jr./Agência Brasil.

Uma novidade na Região Metropolitana pode ajudar quem costuma acordar cedo para marcar consultas pelo Sistema Único de Saúde (SUS). É o teleagendamento, que começou a ser implantado em pelo menos cinco cidades.

Além de Canoas, Novo Hamburgo, Viamão e Porto Alegre, Gravataí conta com o sistema, adotado em 12 de setembro. De acordo com o secretário da Saúde do município, Laone Pinedo, a ação foi pensada para agilizar o atendimento em Unidades Básicas de Saúde, onde a marcação é necessária, e evitar filas. O projeto, que está em fase inicial e passa por aperfeiçoamento, funciona para agendamento de consultas com clínicos gerais nos pontos Cohab A, Morada do Vale I, São Geraldo, São Judas Tadeu e Vila Branca.

“Neste mês, já estamos aprimorando o processo e trabalhando com a segmentação das marcações para não congestionar as linhas. No futuro, queremos expandir esse serviço a outras unidades e especialidades”, frisa. Para que isso seja possível, 28 pontos passam por readequações e informatização do sistema de atendimento.

Médica e especialista em Saúde Pública pela Universidade Federal do Rio Grande (Furg), Ana Lúcia Machado acredita que a iniciativa pode ajudar, mas não deve parar por aí. “O teleagendamento realmente pode ser uma forma de facilitar a marcação das consultas. No entanto, é preciso empenho para tornar o contato rápido, sem fazer com que o paciente fique horas aguardando na linha por uma consulta. Seria apenas uma transferência de lugar para o problema”, pontua. De acordo com Ana Lúcia, a oferta de médicos, consultas e linhas ativas deve crescer para que tudo funcione de maneira adequada.

Moradora de Gravataí, a funcionária pública Nara Correa, 46 anos, vê o teleagendamento como um avanço. “É muito bom ter essa opção, ainda mais a gente que trabalha. Consegui marcar uma consulta para mim na UBS da São Geraldo de forma rápida. Achei que iria demorar mais”, conta.

Ao contrário de Nara, há moradores da cidade que questionam o projeto. Reclamações anônimas na internet apontam que, “desde a implantação desse teleagendamento, marcar consulta com clínico virou algo impossível” e que seria “uma manobra da Prefeitura  para evitar ou no mínimo reduzir drasticamente as marcações”.

Como fazer

Em Gravataí: o teleagendamento funciona por meio do número 0800 500 2022. As consultas podem ser agendadas entre segunda e sexta-feira, das 8h às 17h, de forma escalonada. Às segundas-feiras, são marcadas para UBS Vila Branca e Morada do Vale I; às terças-feiras, para UBS Cohab A e São Geraldo; às quartas-feiras, para UBS São Judas Tadeu; às quintas e sextas-feiras, interessados que não conseguiram atendimento podem procurar o serviço.

Em Canoas: a marcação com dentista e médico da família pode ser feita pelo telefone 0800 647 0156, entre segunda e sexta-feira, das 7h às 19h, exceto em feriados.

Em Viamão: é possível agendar dentista e médico da família por meio do telefone 0800 642 4440, entre segunda e sexta-feira, das 7h às 19h, exceto em feriados.

Em Porto Alegre e Novo Hamburgo: as marcações podem ser feitas apenas para idosos ou pessoas com deficiência, no telefone direto do posto de saúde onde possuem cadastro.

Para o teleagendamento em todos os municípios, é necessário apresentar documento com nome completo, data de nascimento, CPF e nome da mãe, além de endereço e número do cartão do SUS.

Lida 4090 vezes

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Por favor resolva a equação * Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.