Economia

A queda da taxa Selic e os títulos públicos

Indicador atinge a marca de 10,25% e liga alerta para possíveis investimentos

O Comitê de Política Monetária (Copom) cortou hoje (31) a Taxa Selic em 1 ponto, mantendo a tendência de queda dos juros. A Selic, taxa de juro que se pratica nas operações entre os bancos comerciais e o Tesouro Nacional está agora em 10,25%. Se a notícia não empolga, ao menos não preocupa quem vai tomar empréstimo ou pretende  investir em Tesouro Direto. Se essa for a tendência para os próximos meses.

Mas  primeiro temos de entender melhor os títulos públicos.

Augusto Pinho de Bem, economista da Fundação de Economia e Estatística (FEE), explica que os títulos públicos surgiram como medidas engenhosas do governo para tomar dinheiro emprestado com o objetivo de poder investir. Logo, o poder executivo vendia títulos com juros. São promessas de que, em algum momento, você vai receber aquele dinheiro de volta –  e um pouco mais. É como tomar emprestado de um amigo seu: a principal diferença é que seu amigo não pode imprimir moeda. Já o Governo pode. É claro que, se houver impressão deliberada de moeda, acontece uma bolha inflacionária.

Aprendido isso, a segunda lição passada por Augusto: os títulos públicos se dividem em pré e pós fixados. Nos pré-fixados, você sabe exatamente quanto seu investimento vai render até o vencimento. É neste momento que o governo paga o título. Nos Pós-fixados, a renda varia. Pode dar mais dinheiro do que o pré. Mas pode dar menos também. Isso porque ela está ligada a indicadores como a inflação e própria taxa Selic.

18838660_1378894765491943_750135689_o

“Fatores políticos explicam o porque dos juros brasileiros sempre estarem entre os maiores do mundo”, destaca Augusto. Foto: Reprodução

 

A semelhança desses títulos com a poupança é que ambos são investimentos conservadores, oferecem baixo risco. A diferença é que a poupança não é declarada  no Imposto de Renda e os títulos públicos, sim. O problema é que a poupança rende pouco.  A taxa Selic  precisaria estar abaixo de 8,5%, porque desta forma a lei estabelece um método diferente de se calcular o rendimento da poupança. Mas isso não acontece desde 2013. E não há previsão de que retorne tão cedo.

Um agravante é a inflação do período. Segundo dados do Banco Central, quem investiu em poupança no ano de 2015 se deu mal e perdeu 2,28% do seu dinheiro. O cálculo é simples: quanto rendeu a poupança, menos quanto foi a inflação no ano. E o resultado é o ganho real. Mesmo que você jure de pés juntos que seus R$ 100 fossem R$ 108,15 no fim daquele ano, você tinha o equivalente a R$ 97,72. E por isso os títulos públicos se tornaram uma indicação comum para investimentos.

Depois de desbravado o economês, é importante entender que essas taxas não surgem do nada. Elas são resultado de um programa político. E isso afeta diretamente na confiabilidade do Governo. Adriano Severo, educador financeiro, que atua em Porto Alegre, explica que quando surgem notícias fortes relacionadas ao Governo, isso gera indefinições no mercado financeiro. E fazem as taxas se modificarem.

Para se ter uma ideia, depois da delação de Joesley Batista, um dos donos da JBS,  a rentabilidade de alguns títulos do governo fez os rendimentos dispararem 1,4% em três dias úteis. Mais ou menos a variação de um título público americano em um ano. Traduzindo: para investir nos títulos, é uma boa, já que o governo paga melhor. Já para investir em algo como a Bolsa de Valores, a situação fica delicada, porque com a confiabilidade baixa, não há empresário feliz.

Por isso, mudanças na Taxa Selic como as de hoje são tão importantes. Elas podem significar uma boa fonte de rendimentos, porque se você já tem um título público de alguns meses atrás, eles valem mais (porque a taxa deles é maior). Agora, se você não tem, e a tendência é permanecer de queda, vale a pena ficar atento e pensar no assunto.

Lida 630 vezes

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Por favor resolva a equação * Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.