Economia

Sistema de consórcios: Os diferentes tipos existentes

As diversas possibilidades de consórcios ajudam pessoas que querem adquirir bens em boas condições

Não há dúvida que um dos termos mais utilizados nesse semestre foi “crise econômica”. Quando o assunto é investimento, é inevitável lembrar que estamos em tempos de uma economia volúvel. Mas isso não significa que seja necessário abrir mão de determinados investimentos.

O consórcio é um método de adquirir bens, sejam eles serviços ou produtos, imóveis ou veículos entre outros, de forma parcelada e programada. Para obter o serviço, o interessado deve procurar uma empresa especializada, que forma grupos de pessoas que possuam o mesmo interesse. Todas as aquisições são feitas a partir de um sorteio, que acontece mensalmente. Este é um método financeiro vantajoso e econômico de se adquirir um bem. Principalmente para quem não pode pagar o valor à vista.

As empresas responsáveis e administradoras dos consórcios devem ter um contrato com o Banco Central do Brasil, que fiscaliza e autoriza a criação de consórcios. O bancário João Stefanello, que já atuo no Banco do Brasil, afirma que fazer consórcio é uma saída para evitar altas taxas de juros. “Consórcio não tem juros, seria uma compra programada na qual somente incide taxa de administração sem juros” relata.

Segundo o bancário, os bancos não gostam muito embora muitos pratiquem a modalidade de consórcio de carros, motos, caminhões e imóveis. Quem for o administrador de um grupo de consórcios recebe a taxa de administração como receita. O consórcio entrega ao consumidor uma carta de crédito.

A bancária Ivanise Moraes comenta que a carta de crédito é o valor que o consorciado tem direito quando for sorteado ou der um lance no consórcio. “A carta de crédito tu ganha quando for sorteado, para comprar os bens para o qual você fez o consórcio”

Nivaldo Bedamar Buzato realizou o consórcio de um Celta 1.0 – Chevrolet. “Foi uma forma de poupança, visando a aquisição de um bem. Foi uma maneira de poupar as prestações sem afetar o orçamento doméstico” conta o analista.

Nivaldo ainda ressalta que alguns preferem pegar o carro logo que começam a pagar as parcelas, mas ele preferiu pegar o carro só no final “É maior o benefício. O carro está valorizado de acordo com o ano em que você já quitou o pagamento das parcelas. Ou seja, carro 0km e sem dívidas” afirma.

No total foram 48 parcelas de R$ 360,00 que começaram a ser pagas no ano de 2004, mas hoje Nivaldo conta que não teria a mesma atitude. “Hoje não acho que compensa fazer um consórcio porque tem que dar uma entrada geralmente de 30% do valor + o resto em parcelas com juros. Também tem a taxa de administração que costuma ser de 7% e ainda tem a desvalorização do carro com o tempo. Na concessionária, o valor do carro é fixo, no caso para investimento, você tem mais lucro do que no consórcio pois consegue negociar melhor” finaliza o analista.

 

Conheça os diferentes tipos de consórcios

Veículos/motos/barcos/aeronaves– Com o maior número de grupos em torno de 17 mil e 2.06 participantes. Este é o maior consorcio com ampla classificação pode se adquirir automóveis, camionetas, motocicletas, caminhões, aeronave e maquinas de equipamentos agrícolas. O grupo de motos conta com o maior número de pessoas é 1,7 milhões para 10.721 grupos, enquanto o de carro fica em segundo lugar com 5.593 grupos e 773.150 pessoas.  No ano de 2013 conforme informações da ABAC. Os juros podem sofrer variação de 1,62% a 0,64% ao mês.

Imóveis – Muito utilizada essa modalidade pode ser adquirida de várias maneiras. Comprar um imóvel novo ou usado é uma das opções. De acordo com o Banco Central os dados de 2007 os consórcios de imóveis possuem um número de 436 mil participantes. Não possui juros.

Serviços

Eletroeletrônicos – Para quem deseja eletroeletrônicos e eletrodomésticos com um valor mais acessível. Computadores, televisões são um dos exemplos mais procurados. Esse tipo não é muito significativo, pois os valores são baixos no mercado porém, alguns itens possui preço acessível e não possui juros.

Festas, cirurgias de estéticas, pacotes de viagens e passagens aéreas – Neste você escolhe o valor da carta de crédito e a empresa responsável abre um grupo de pessoas com a mesma finalidade, todos os interessados pagam algumas parcelas por mês durante o período de duração do consórcio até serem sorteados para que seja possível receber o valor da carta. Os sorteios acontecem mensalmente muitas vezes por lances, quanto maior o lance mais chances de ser contemplado. Os valores para adquirir um consorcio vão de R$ 179,00 à R$ 480,12 mensais com o prazo de 12 a 36 meses sem juros.

Lida 714 vezes

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Por favor resolva a equação * Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.