Economia

Saiba calcular qual combustível é mais vantajoso para abastecer

Neste ano, os combustíveis sofreram grandes elevações em seus preços. O consumidor é o principal afetado por esses aumentos nas bombas. Um mês após o último reajuste – informado no final de outubro, em que os combustíveis tiveram um acréscimo de até 6% do valor -, a proximidade dos valores de gasolina e etanol deixa em dúvida os consumidores em qual combustível usar. Com o aumento excessivo do preço dos combustíveis é difícil encontrar alternativas para economizar.

De acordo com dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustível (ANP), que realiza pesquisas semanais nos preços de combustíveis para o consumidor final, a gasolina em Porto Alegre no final de outubro variava em torno de R$ 3,48. Com o aumento, em novembro os valores passaram para R$ 3,65.

Em novembro os preços começaram a subir em algumas cidades, como o caso do município de Gravataí. O etanol que já havia sido comercializado ao valor de R$ 2,17 estava R$ 3,09 no posto de combustível da Rede Phoenix. Já a gasolina comum, que em julho, era vendida a menos de R$ 3,20, estava chegando à marca de R$ 3,44 o litro, sendo comercializada como promocional.

Viviane Rocha, atendente de loja da Rede Phoenix e frentista do posto do Hipermercado Big de Gravataí, revela que mesmo com o aumento do valor do combustível o movimento de clientes não diminuiu como era esperado. “O cliente continua usando combustível. Hoje notamos que os usuários enchem o tanque no início do mês ou em algum dia que a gasolina está com valor menor, e após isso pede para completar o tanque. Quando estamos na pista, imaginamos que o ‘completar do tanque’ será um valor superior a R$ 100, o que muitas vezes acaba sendo R$ 30.” Segundo ela, os clientes passaram a adotar medidas de prevenção. “O medo do aumento exorbitante do combustível tem revelado uma característica de prevenção dos clientes, mantendo o veículo abastecido”, analisa.

Os frentistas na pista destacam que os motoristas reclamam seguidamente dos valores dos combustíveis, mas continuam abastecendo. Ricardo Basotti, que trabalha diariamente com seu veículo, revela que o carro faz uma média de 10,5 quilômetros por litro de combustível.  “Eu gasto cerca de R$ 50 a cada três dias. Esses novos aumentos pesam no bolso, mas precisamos usar o combustível. A alternativa é abastecer em locais mais baratos”, comenta.

Luis Tarcísio da Rocha usa diariamente o veículo e o seu gasto semanal gira em torno de R$ 80. “Abasteço sempre com gasolina. Não tenho um posto de preferência, mas tento buscar o lugar mais barato para abastecer, mesmo quando tenho gasolina no tanque, para aproveitar o preço”, revela.

Se você tem carro Flex, pode escolher qual combustível é mais vantajoso abastecer. Pensando nisso, foram criados aplicativos para smartphones que fazem o cálculo de desempenho dos veículos com etanol e gasolina.

O aplicativo Álcool ou Gasolina, Chefia?, disponível para Android e iPhone, é básico e prático: tem dois espaços para colocar os valores de etanol e gasolina. Aí ele calcula a melhor opção entre os dois para o usuário abastecer.

O aplicativo Android Flex está disponível somente para dispositivos Android e funciona da mesma forma. Ele calcula a melhor opção de combustível, e ainda diz quanto você vai gastar de combustível em dado percurso, baseado em quanto o carro gasta por quilômetro.

Disponível para iPhone, o BrasilFLEX 2.0, antes de solicitar o preço do combustível, pergunta o modelo e o consumo do seu carro para fazer um cálculo mais preciso. Ele ainda mostra uma lista dos últimos abastecimentos que você fez, dá dicas de como agir no trânsito e tem até um espaço onde você pode colocar os dados do seu seguro, caso precise.

Mas, para quem não tem um smartphone, a calculadora pode ajudar. O cálculo é simples: basta dividir o valor do etanol pelo valor da gasolina: se o resultado for superior a 0,7, é aconselhável abastecer com gasolina; se o resultado for igual ou inferior a 0,7, o etanol é o combustível aconselhado.

No posto em Gravataí o etanol está R$ 3,09, e a gasolina é vendida por R$ 3,44. Veja como fazer o cálculo para verificar a vantagem do combustível:

3,09/3,44 = 0,89 – a gasolina é a melhor opção para abastecer.

 

Rede Phoenix

Consumidor busca alternativas para abastecer / Foto: Karina de Freitas

 

 

 

Lida 1155 vezes

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Por favor resolva a equação * Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.