Cultura

RESENHA: Elza canta até o fim do mundo

Crédito: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

(foto: Marcello Casal Jr, Agência Brasil)

Não é qualquer cantora que pode se dar ao luxo de chegar ao auge de seus 76 anos e encarar uma turnê nacional. Com a voz rouca, que sempre caracterizou seu canto, Elza Soares não mostra medo em arriscar o novo.

“A Mulher do Fim do Mundo” é lançado no momento em que a artista passa por problemas sérios de saúde. Com dificuldades de locomoção por conta de pinos na coluna, Elza mostra força em viajar o país fazendo shows, com casas sempre lotadas. Nas apresentações, canta o tempo todo sentada.

A coragem dela não está somente na questão de superar problemas de saúde para estar no palco. Com quase 80 anos de idade, a cantora lança um álbum só de canções inéditas, o primeiro em cinco décadas de carreira.

Segundo a crítica especializada, nunca um disco de Elza soou tão negro. O trabalho, de 11 faixas,  venceu o prêmio APCA (Associação Paulista de Críticos de Artes) de melhor álbum no ano passado.

“Maria da Vila Matilde”

Das faixas do álbum, é preciso destacar a música “Maria da Vila Matilde”, que conta a história de uma mulher que decide denunciar o marido após sofrer violência doméstica. Pode-se dizer que a história, cantada na música com maestria, é o retrato da coragem de vida de uma das maiores artistas brasileiras que, mesmo com dor, quer cantar até o fim do mundo.

 

“A Mulher do Fim do Mundo” – ficha técnica:

Produção Executiva: Ernst von Bönninghausen (RE Productions)

Gravado no Red Bull Studios São Paulo – SP – por Rodrigo “Funai“ Costa e assistente Marcelo Guerreiro

Gravações adicionais no estúdio Toca do Tatu – SP – por Guilherme Kastrup

Gravações de vozes adicionais – Estúdio Ciatec – RJ – por Anderson Trindade Barros

e assistente Arthur Luna Beccaris

Mixado por Victor Rice no Estúdio Copam – SP

Masterizado por Felipe Tichauer no estúdio Red Traxx Mastering – Miami -USA

Lida 616 vezes

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Por favor resolva a equação * Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.