Economia

Produção de conteúdo para internet é a nova forma de ganhar dinheiro no Brasil

Além do Youtube, os brasileiros terão nova rede social que pagará até R$ 5 mil em publicações de vídeos

Desde 2012, o site para postagem de vídeos na internet, YouTube, criou a monetização dos vídeos, uma oportunidade de geração de renda para os produtores de conteúdo do canal. Essa nova oportunidade, estabelece critérios para a divulgação dos materiais.  No YouTube, cada novo usuário pode criar o seu próprio canal para a postagem de vídeos, ou seja, é criado um local segmentado para postagem de vídeos, e cada canal conta com um ou mais conteúdos diferentes, feito pelos seus donos.

Segundo o portal, há uma fiscalização para ver se os vídeos monetizados seguem os critérios estabelecidos, como ter os direitos de todo o conteúdo de imagem e som presente no material. Aos que se interessarem em ganhar dinheiro com isso, podem ativar os seus vídeos para monetização e anúncios, e o próprio site da empresa tem um passo a passo de como ativar este recurso, que pode ser visto no infográfico abaixo:

 

Monetização YouTube

Passo a passo da monetização para o YouTube. Créditos: Leonardo Stürmer.

 

Um dos recursos para a monetização é o Google AdSense. Para isso, é preciso criar um cadastro no site e, após a ativação, começa a pagar pelos vídeos quando acumulam mais de U$ 100. Depois de ativado, os vídeos mostra anúncios e banners. Uma das formas utilizada é o Custo Por Mil (CPM), onde os banners que aparecem nos vídeos são cobrados e parte do dinheiro vai para os YouTubers, nome dado aos responsáveis pelo conteúdo gerado. Segundo Ana de Cesaro, do canal Tá, e daí?, é fácil ativar a monetização para os vídeos, mas é preciso muito tempo e dedicação para começar a gerar uma renda considerável.

Outra forma para gerar renda com os vídeos é por meio de patrocínios. Para Danielle Noce, que tem um canal de receitas e variedades que leva o seu nome,  isso se torna mais fácil quando se tem uma empresa com CNPJ aberto, pois é possível emitir notas para os patrocinadores. Ela ainda explica que o número de curtidas nos vídeos não interfere na hora de ganhar dinheiro, mas a quantidade de visualizações é muito importante. Danielle fala da variação do CPM, que não tem muita previsão e influencia de acordo com o tipo de público do canal. Se for um público mais jovem, composto por crianças, o CPM é mais baixo, já os adulto, mais alto, pois trata-se de um público com maior poder de compra.

Uma dica para os novos YouTubers, dada por Ana de Cesaro, é o Microempreendedor Individual (MEI), uma forma de pequenos empresários se legalizarem. Ao utilizar o MEI, a aberturas de contas bancárias, os pedidos de empréstimos e a emissão de notas fiscais se tornam mais fácil. O recurso pode ser utilizado por quem fatura no máximo R$ 60.000 por ano e não tem participação como sócio ou titular em nenhuma empresa.

Novidade para os brasileiros

Surgiu recentemente no Brasil a plataforma BuzzPage, uma rede social que promete pagar até R$ 5 mil para quem colaborar com conteúdos variados. A nova plataforma quer atingir pessoas que usam redes sociais e não têm conhecimento de divulgações para alcançar seguidores. Segundo a nova plataforma, os usuários devem enxergar o serviço como uma parceria. A plataforma serve para qualquer pessoa e suporta qualquer produto ou serviço, como fotos, vídeos e textos, sem esquecer que, todo o material necessita ter interesse público.

A própria BuzzPage fica responsável de ajustar o conteúdo, postar, divulgar e assim, distribuir entre os produtores que participam da rede social. Quanto a monetização, funcionará conforme as publicações dos conteúdo e de acordo com o ranking que esse material atingirá na plataforma. O calculo será feito pelas avaliação, curtidas e compartilhamentos dos usuários. O buzzpager, produtor cadastrado na rede, tem uma área reservada para acompanhar todo o desempenho e os ganhos do conteúdo.

Conheça a nova plataforma acessando o link, buzzpage.com.br!

Lida 1186 vezes

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Por favor resolva a equação * Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.