Política

Prefeitura de Canoas antecipa salário dos servidores municipais

Segundo o Sindicato dos Municipários de Canoas, antecipação faz parte de acordo prévio

Nos últimos dois meses, a Prefeitura de Canoas antecipou o pagamento de salário dos servidores municipais. A situação é inusitada, especialmente num período de instabilidade econômica, em que municípios como Porto Alegre parcelam os salários dos servidores.

De acordo com o Secretário Municipal da Fazenda de Canoas, João Carlos Almeida dos Santos, a antecipação foi motivada devido ao mês do trabalhador (maio) e, em seguida, para que a diferença entre os dois prazos não fosse longa, sem impactar nas economias do município.

“Deveríamos pagar a folha no início de maio e, em homenagem aos trabalhadores, resolvemos antecipar para o dia 28 de abril, antes do dia primeiro. Esta foi a primeira antecipação. A segunda foi no salário de junho. Pagamos uns dias antes do quinto dia útil, pois antecipamos no mês anterior e haveria um intervalo de 37, 38 dias entre um pagamento e outro”, explica o secretário. O Presidente da Associação dos Servidores Municipais de Canoas (ASMC), respalda a informação afirmando que o pagamento dos meses de maio e junho foi antecipado.

A presidente do Sindicato dos Municipários de Canoas (SIMCA),Terezinha Antqueviezc, explica que essa antecipação faz parte de um acordo. Conforme Terezinha, quando a crise passou a ser sentida na cidade, no final da gestão do prefeito Jairo Jorge (2009-2016), houve combinação entre prefeitura e sindicatos para o pagamento dos vencimentos até o quinto dia útil ao mês seguinte, anteriormente pagos até o final do mês em questão.

A presidente do SIMCA afirma que a antecipação faz parte de acordo com os sindicatos. Foto: Divulgação (Câmara Municipal de Canoas)

A presidente do SIMCA afirma que a antecipação faz parte de acordo com os sindicatos. Foto: Divulgação (Câmara Municipal de Canoas)

“Na verdade, ele disse que à medida que for possível vai tornar mais próximo o nosso pagamento do último dia. Isso já tinha sido acordado com a gestão anterior, e nós retomamos essa situação com o Busato”, explica, citando o atual prefeito, Luiz Carlos Busato.

Ela também lembra que, nos dois últimos anos a antecipação da primeira parte do décimo terceiro, cumprida até 20 de junho, era concedida mediante empréstimo assinado pelos servidores municipais ao Banrisul e pago pela prefeitura, o que não ocorreu este ano.  “O Secretário da Fazenda, o João, nos chamou novamente falando que ele poderia cumprir com o adiantamento do décimo, sem a necessidade de o servidor se comprometer com o banco”, conta, afirmando que esta havia sido uma das promessas de Busato no acordo salarial com os sindicatos, que também envolveu o pagamento de 1,28% da reposição da inflação a partir de janeiro e os outros 5% somente em maio.

“E como havia a previsão de pagamento do décimo terceiro, que também é regra, no dia 20, nós pagamos 20. E a partir do mês seguinte volta ao prazo normal de pagamento no quinto dia útil”, fala o secretário João Carlos, ainda afirmando que, apesar não poder garantir, caso as receitas se mantenham dentro que a administração municipal projeta, não devem ocorrer parcelamentos dos salários de servidores municipais.

Em Porto Alegre, o prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan Jr, afirma que os servidores que recebem mais de R$ 10 mil terão salários parcelados no próximo mês. Para aqueles que recebem até essa faixa, o pagamento será feito de forma integral.

Lida 824 vezes

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Por favor resolva a equação * Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.