Cultura

Porto Alegre realiza primeira Noite dos Museus

Visitações aos locais selecionados serão em horário especial e com entrada gratuita

Inspirada em Berlim, onde o evento acontece há 19 anos, a capital realiza sua primeira Noite dos Museus, no penúltimo sábado do mês de maio (21/05). Os oito museus selecionados funcionarão em horário especial: das 19h à meia-noite. O evento é uma alternativa para quem trabalha durante o horário de funcionamento desses locais e não consegue visitá-los. Além disso, à noite, haverá transporte coletivo com rotas especiais para o público interessado, e também serão indicados caminhos por ciclovias e até mesmo a pé.

Além de estarem abertos com as exposições de acervo e temporárias, os museus selecionados terão atrações musicais. Os músicos farão pocket shows e circularão pela Capital, apresentando-se em mais de um local durante a noite.

As visitações contarão com monitores do curso de Museologia da Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação (Fabico) da UFRGS. A Noite dos Museus faz parte da programação do mês dos museus, quando a procura por visitações aumenta significativamente.

 

Lançamento oficial da Noite dos Museus (Foto: Felipe Fraga)

Lançamento oficial da Noite dos Museus. (Foto: Felipe Fraga)

 

 

 

 

 

 

Rodrigo Nascimento, diretor da Rompecabezas, realizadora do evento, se anima falando da noite histórica para a Capital. “Uma noite para que as gerações conversem, pensem, e riam. A história recente e a história remota vivenciada através dos olhos de um pai contando histórias para seus filhos, ilustrando com palavras as exposições”, projeta.

A coordenadora do Sistema Estadual de Museus, Graziela Alexandretti, acredita que o evento será importante para a visibilidade das instituições. “Nossos museus são muito carentes de público e de eventos. Com essa noite especial vamos conseguir com que mais pessoas venham até esses espaços culturais para uma programação inédita em Porto Alegre”, ressalta.

Além disso, Graziela também garante as próximas edições do evento. “Ano que vem o evento se repetirá e provavelmente terá duas edições: uma em Porto Alegre e outra no interior. As cidades favoritas são Passo Fundo e Pelotas, mas ainda vamos decidir”, adianta. “Um evento como esse é essencial para a visibilidade dos centros culturais da Capital, além de uma integração muito importante com o público.”

Os museus selecionados para participar do evento são o Museu de Arte do Rio Grande do Sul (MARGS), Museu de Arte Contemporânea (MACRS), Museu de Porto Alegre Joaquim Felizardo, Museu da UFRGS, Memorial do Rio Grande do Sul, Planetário, Pinacoteca Ruben Berta e Fundação Iberê Camargo.

Confira abaixo a programação musical completa e os locais do evento.

Museu de Arte do Rio Grande do Sul – MARGS – Música de câmara
– Quinteto Porto Alegre formado por grupo de metais da OSPA
– Camilo da Rosa Simões e Brigitta Calloni com duo de violinos
– Maurício Marques, violonista interpretando música do Rio Grande do Sul

Museu de Arte Contemporânea – MACRS – Música contemporânea
– Fábio Mentz e Adolfo Almeida, fagotistas da OSPA
– Yanto Laitano, música pop com elementos de vanguarda
– Nicola Spolidoro, guitarrista

Pinacoteca Ruben Berta – Música para piano e voz e piano solo
– Dimitri Cervo no piano e a soprano Andiara Mumbach
– Renato Borba, piano brasileiro

Memorial do Rio Grande do Sul – Música étnica e nostálgica
– Quinteto Porto Alegre formado por grupo de metais da OSPA
– Conjunto Irish Fellas, música tradicional irlandesa em formato blue grass
– Elias Barboza Quinteto, choro
– Marmota Jazz, jazz instrumental

Museu de Porto Alegre Joaquim Felizardo – Choro, música de Porto Alegre e folclore
– Elias Barboza Quinteto, choro
– Maurício Marques, violonista com repertório de milongas
– Conjunto Irish Fellas, música tradicional irlandesa em formato blue grass

Planetário – Com conjuntos musicais, constelações
– Fernando Cordella (cravo) e Cíntia de Los Santos (soprano)
– Marmota Jazz, jazz instrumental
– Nicola Spolidoro, guitarrista

Museu da UFRGS – Com músicos da UFRGS
– Leonardo Winter, solo de flauta transversa
– Dimitri Cervo no piano e a soprano Andiara Mumbach
– Camilo da Rosa Simões e Brigitta Calloni, duo de violinos

Fundação Iberê Camargo – Música moderna e contemporânea
– Camilo da Rosa Simões e Brigitta Calloni, duo de violinos
– Leonardo Winter, solo de flauta transversa
– Maurício Marques, violonista, com obras de Villa-Lobos
– Fábio Mentz e Adolfo Almeida, fagotistas da OSPA

LOCAIS
>>> Museu de Arte do Rio Grande do Sul – MARGS
Praça da Alfândega – Centro Histórico – Porto Alegre/RS

>>> Memorial do Rio Grande do Sul
Praça da Alfândega – Centro Histórico – Porto Alegre/RS

>>> Museu de Arte Contemporânea – MACRS
Rua dos Andradas, 736 – Centro Histórico – Porto Alegre/RS

>>> Pinacoteca Ruben Berta
Rua Duque de Caxias, 973 – Centro Histórico – Porto Alegre/RS

>>> Museu de Porto Alegre Joaquim Felizardo
Rua João Alfredo, 582 – Cidade Baixa – Porto Alegre/RS

>>> Museu da UFRGS
Av. Osvaldo Aranha, 277 – Bom Fim – Porto Alegre/RS

>>> Planetário
Av. Ipiranga, 2000 – Santana – Porto Alegre/RS

>>> Fundação Iberê Camargo
Av. Padre Cacique, 2000 – Cristal – Porto Alegre/RS

 

Lida 1035 vezes

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Por favor resolva a equação * Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.