Esporte

Passando a guarda

As particularidades do Boxe, modalidade com grandes chances de medalha para o Brasil nos Jogos Olimpícos do Rio 2016

O boxe é uma das modalidades mais tradicionais das Olimpíadas. O esporte é praticado desde os tempos dos jogos da Grécia antiga e que foi um dos primeiros a ser introduzido nos jogos da era moderna. Com a conquista das medalhas de bronze e prata nos nas Olimpíadas de Londres em 2012, graças aos irmãos Yamaguchi e Esquiva Falcão, que fizeram com que o boxe no país ressurgisse em momentos importantes, o Brasil torna-se forte candidato no Rio 2016. E isso não pelo fato de estar competindo em casa, mas por méritos próprios.

A delegação brasileira de boxe será composta por sete pugilistas divididos nas seguintes categorias: Adriana Araújo – categoria Leve (60kg), Patrick Lourenço – categoria Mosca Ligeiro (49kg), Julião Neto – categoria Mosca (52kg), Robenilson de Jesus – categoria Galo (56kg), Joedison Teixeira – categoria Meio Médio Ligeiro (64kg) e Michel Borges – categoria Meio Pesado (81kg).

O professor Edmilson Costenaro, formado em Educação Física, trabalha na academia Espaço Ativo desde sua fundação, em 1992, e orienta várias práticas esportivas como cama elástica, dança, ritmos, alongamentos e inclusive aulas de boxe. A Beta Redação conversou com o profissional, que explicou um pouco mais sobre o boxe e suas particularidades. Confira abaixo a entrevista completa:

Beta Redação: Qual a característica mais marcante do boxe?

Edmilson: A característica mais marcante é que os lutadores vão golpeando um ao outro até o limite e até que só um fique de pé para ser reconhecido como alguém que deve ser valorizado dentro deste ambiente.

Beta: O que diferencia o boxe de outras lutas olímpicas?

Edmilson: As diferenças são enormes. O boxe é um esporte que requer um tempo de treino muito longo e uma preparação mais forte. Tem a questão de ser um tipo de luta onde só se usa as mãos, é o único esporte olímpico que tem ringue de quatro lados enquanto as outras artes, principalmente o MMA (Artes Marciais Mistas em inglês), não usam isso. É, ainda, a modalidade de luta que mais rounds tem para disputa de título mundial ou torneio olímpico.

Beta Redação: Como você avalia o cenário do boxe nacional?

Edmilson: O cenário do boxe atual no Brasil é muito bom por conta das recentes conquistas dos irmãos Falcão nos Jogos Olímpicos de Londres em 2012. O país não ganhava uma medalha no boxe há mais de 40 anos. Acho que o esporte cresceu muito nos últimos quatro anos, e a expectativa de conquistarmos uma medalha nas Olimpíadas do Rio 2016 é muito grande com essa ascensão que o boxe vive atualmente.

Beta Redação: Qual o treinamento para alguém que quer competir nos principais eventos esportivos?

Edmilson: O treinamento recomendado para muitos boxeadores que estão se preparando para grandes lutas e que vemos muitas vezes em filmes ou chamadas para combates na TV é: pegar pesado na academia, fazer corridas de 10 a 20 quilômetros todos os dias, manter uma rotina de treinos em ginásios de boxe e, principalmente, muito descanso e concentração até o dia do evento. Isso acontece na maioria das vezes, mas depende de cada pessoa e como ela se programa para manter uma rotina de treinos que a prepare para uma luta.

 

O professor Edmilson Costenaro leciona boxe na academia Espaço Ativo, em Porto Alegre (Foto: Guilherme Moscovich

O professor Edmilson Costenaro leciona boxe na academia Espaço Ativo, em Porto Alegre. (Foto: Guilherme Moscovich)

Lida 686 vezes

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Por favor resolva a equação * Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.