Cultura

Palco para leitura obrigatória da UFRGS

Com o objetivo de auxiliar estudantes, Teatro Vestiba e Grupo Cerco unem forças para apresentação de O Sobrado

“Como o tempo custa a passar quando a gente espera! Principalmente quando venta.” O pensamento de Dona Bibiana, personagem de Erico Verissimo, está no primeiro tomo, O Continente I, da trilogia O Tempo e o Vento, obra maior do autor e leitura obrigatória do vestibular de 2017 da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Se para a matriarca o vento faz o tempo passar devagar, para os vestibulandos, o tempo corre. Pensando nisso, os professores do Teatro Vestiba se uniram ao Grupo Cerco para realizar a peça O Sobrado. A montagem, que será apresentada no Teatro da Amrigs, em Porto Alegre, no dia 30 de outubro, conta uma parte da história dos Terra Cambará.

Com quatro anos de existência, o Vestiba foi criado para facilitar o entendimento das leituras exigidas nos vestibulares. Carlos Zambeli, professor de português e um dos coordenadores do grupo, diz que o teatro amplia as linguagens. “Quando um professor explica um livro, ele se vale de uma série de artifícios para aumentar a compreensão. Acreditamos na soma que o teatro proporciona, e por isso nossas sessões são comentadas por professores reconhecidos em suas áreas.” Nas apresentações, os professores falam sobre o que deve ser observado durante a peça e ambientam a história, o momento da obra e sua importância.

Zambeli conta que a ideia de se unir com o Grupo Cerco, conhecido coletivo de teatro de Porto Alegre, veio quando, em abril deste ano, assistiu ao espetáculo O Sobrado e ficou encantado. Ainda de acordo com ele, na apresentação o pedagógico e a arte andam juntos. “Não podemos esquecer que um dos motivos das pessoas estarem lá é o vestibular”, lembra.

Para o estudante Matheus Almeida, que prestará vestibular para Medicina, o teatro pode auxiliar: “Espero entender melhor o conteúdo da história do livro, já que ele foi escrito em partes fragmentadas e não segue uma ordem cronológica”.

 

Apresentação de O Sobrado em abril de 2016. Foto:

Grupo Cerco em apresentação de O Sobrado. Foto: Betânia Dutra

 

A diretora do espetáculo do Grupo Cerco, Inês Marocco, conta que a peça, que teve estreia em 2008, tem sido basicamente a mesma durante todos esses anos; nesta ocasião, porém, parte do elenco será do Teatro Vestiba. Ela destaca que, embora o O Sobrado exista há bastante tempo, não é simples colocar no palco uma obra tão cheia de personagens e com capítulos que não seguem uma ordem cronológica. “Os desafios são inúmeros, a começar pelo fato de ser uma transposição da literatura para a linguagem cênica. Também tivemos que concentrar em quase duas horas de espetáculo o universo dramático e denso de Erico Verissimo, que é constituído pela história de duas famílias inimigas, as suas relações de poder e a implicação desses fatores na composição dos personagens”, completa.

O vestibulando Matheus salienta que com organização é possível fazer todas as leituras, mas que um tempo a mais é sempre bom se não for sinônimo de deixar as tarefas para última hora. Para ele, que já leu o livro de Verissimo e que agora verá a história no palco, essa é uma das obras mais incríveis do autor.

O espetáculo terá duas sessões no dia 30 de outubro, uma às 14h e outra às 17h, no Teatro da Amrigs, na Avenida Ipiranga, 5311. O valor dos ingressos é de R$ 60 (para estudantes, a meia-entrada fica R$ 30).

Lida 714 vezes

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Por favor resolva a equação * Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.