Economia

Ovos gourmet são fonte de renda extra na Páscoa

Produção de ovos recheados é opção para incrementar o orçamento

Esta é a época em que as parreiras tomam conta das cidades. Estão por todos os lugares, carregadas, à espera de quem queira degustar suas preciosidades. Mas se engana quem acha que esta é uma matéria sobre produção de uvas. As parreiras a que nos referimos são aquelas montadas todos os anos nos corredores de supermercados e lojas de doces. Elas abrigam um dos produtos mais cobiçados (e caros) desta época: os ovos de chocolate.

A Associação Gaúcha de Supermercados, AGAS, prevê um ano difícil para o coelhinho. A associação está contando com uma queda nas vendas de ovos de Páscoa, em torno de 12%. A previsão é que sejam comercializados 8 milhões de ovos até o feriado. Em 2016, os supermercados gaúchos comercializaram 7,6 milhões de ovos.

Indo na contramão dessa previsão, empresas especializadas em doces e bolos estão tomando a frente na produção de ovos recheados, os famosos ovos gourmet.

A Divine Cake’s, empresa de Canoas, na região metropolitana, embarcou na produção destas guloseimas. A empresa existe há um ano e meio e foi fundada pelas cunhadas Caroline Becker Pretto e Caroline Ribeiro Limberg. As cunhadas começaram a empresa após Caroline Becker ficar desempregada. Como sempre gostou de preparar doces, após perder o emprego ela decidiu investir na produção de bolos de pote.

Em diferentes sabores, ovos recheados atraem clientes / Crédito: Reprodução/Divine Cake's

Em diferentes sabores, ovos recheados atraem clientes / Crédito: Reprodução/Divine Cake’s

Na Páscoa do ano passado a dupla resolveu se aventurar na produção de ovos recheados. Venderam 50 ovos. O retorno financeiro do ano anterior fez com que as cunhadas apostassem novamente na fabricação dos produtos que são as estrelas da época do coelhinho. “É um momento ótimo para faturar. É na Páscoa que conseguimos aumentar nossos lucros”, explica Becker.

Com imagens que dão água na boca, os produtos são anunciados nas redes sociais. Os clientes podem fazer as encomendas pela página ou até pelo WhatsApp. Isso facilita a vida de quem não quer perder tempo e enfrentar as filas dos supermercados.

Para este ano, a previsão de produção está em 200 ovos. A empresa aceita encomendas até 10 dias antes da Páscoa. “Aumentamos a produção neste ano, pois fizemos parcerias com algumas empresas que irão presentear seus funcionários com nossos ovos”, explica Carol.

A Divine Cake’s disponibiliza seis sabores diferentes de ovos, além de cinco opções de cobertura. Todos os ovos são em embalagens de 500 gramas. Mesmo oferecendo tantas opções, o cliente ainda pode optar por fazer um ovo recheado de acordo com suas preferências. Um dos sabores que faz mais sucesso é o de ninho com Nutella.

Mas não são apenas empresas especializadas em doces que buscam aumentar os ganhos na Páscoa. Muitas pessoas estão produzindo ovos de chocolate. É o caso das amigas Pâmela Feier e Maria Roseli dos Santos. Pâmela terminou o ensino médio no ano passado e está tendo dificuldades para conseguir um emprego.

Ovos recheados: lucro garantido / Crédito: Reprodução/Doce Gula

Ovos recheados: lucro garantido / Crédito: Reprodução/Doce Gula

Neste contexto de crise, dados da Fundação de Estatística e Economia (FEE) apontam que de janeiro a fevereiro deste ano, a taxa de desemprego passou de 10,6% para 10,8% da População Economicamente Ativa (PEA), com uma estimativa de 198 mil pessoas desempregadas, 3 mil a mais em relação ao mês anterior. “São 19 meses de queda contínua na ocupação, o que indica que o mercado de trabalho segue com parâmetros negativos. A taxa de desemprego só não cresce mais do que isso pela saída das pessoas do mercado de trabalho e não porque esteja ocorrendo geração de vagas”, explica a economista da FEE Iracema Castelo Branco.

Pâmela se enquadra neste perfil. Percebendo a dificuldade, criou junto com a amiga Maria Roseli a Doce Gula. “Eu estou desempregada. A produção de ovos de Páscoa vai ajudar muito como uma renda extra agora”, afirma a jovem. As amigas começaram a divulgação dos ovos em grupos no Facebook. Elas têm 15 encomendas confirmadas e estimam aumentar as vendas até a Páscoa. “A expectativa são 30 ovos, mas torcemos para que sejam mais”, relata confiante.

Os ovos são de 250gr e 500gr e o recheio pode ser escolhido pelo cliente. Para facilitar, na hora de vender elas ainda oferecem opções de pagamento com cartão de crédito e débito.

Lida 840 vezes

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Por favor resolva a equação * Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.