Política

OPINIÃO: 41.227 enganados

41.227 mil votos. 41.227 mil pessoas que acreditaram na palavra do ex-jogador tricolor. Um ídolo para muitos. Pena não ser ídolo também em sua trajetória política. Mário Jardel (PSD) deixou-se corromper. Ele é suspeito de “explorar” seus assessores, pedindo parte do salário que eles recebiam. Através de denúncias dos próprios funcionários que estavam sendo extorquidos, o Ministério Público passou a investigar a situação.

 

Foto: Juarez Junior | Agência ALRS

Foto: Juarez Junior | Agência ALRS

 

Aqui vai a minha denúncia: o que acontecia no gabinete do deputado na Assembleia não é um fato isolado. Muitos (quando digo muitos, são muitos mesmo) cargos comissionados, os famosos CCs, têm parte dos seus salários tomados para contribuição à “caixinha” do gabinete.

Alguns chegam a contribuir para o gabinete e para o partido. E ai daquele que se atreva a não repassar o dinheiro. É ameaçado de perder a “boquinha”.

Além disso, o deputado Jardel também está sendo investigado por suas viagens que, segundo ele, eram relacionadas ao trabalho parlamentar. Entre as viagens, está uma de mais de R$ 40 mil à Europa. Tudo isso custeado com o meu, o seu, o nosso dinheiro. E na volta, como se não bastasse, ele foi detido no aeroporto por estar trazendo produtos alimentícios, como bacalhau e conservas, o que é proibido.

Até agora, o mandato do deputado deu o que falar. Um prato cheio para a imprensa. Porém, toda essa exposição dele na mídia me faz ficar preocupada. Por estar sempre em evidência, ele tem o nome lembrado. Uma pena o eleitor ter memória de formiga e esquecer todos os podres dos políticos. Parece que a cada nova eleição uma borracha é passada na cabeça das pessoas e elas vão até as urnas para reeleger aqueles que são mais sujos que “pau de galinheiro”.

Mas isso já nem me surpreende mais. Talvez o que realmente tenha me deixado estarrecida foi a opção da Assembleia de recorrer da decisão do TJ que pedia suspensão do deputado. A decisão de recorrer foi amparada no entendimento de que houve interferência entre poderes.

É aquela velha história: só existe a corrupção pois existe quem seja corruptível.

 

Lida 630 vezes

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Por favor resolva a equação * Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.