Esporte

One World Play e Chevrolet unem-se pelo sonho indestrutível do futebol

Parceria permitiu a doação de mais de 5 mil bolas de futebol indestrutíveis no Brasil

Voluntários da GM entregam bolas indestrutíveis em escolas, desenvolvidas pelo One World Play (Foto: Luciano Aguiar)

Voluntários da GM entregam bolas indestrutíveis, desenvolvidas pelo One World Play, em escolas de Gravataí (Foto: Luciano Aguiar)

O futebol – esporte mais popular do mundo, de acordo com diversas pesquisas – possui fãs das mais variadas idades e classes sociais. Foi pensando em crianças e jovens de periferias, sem condições de comprar materiais adequados, que surgiu a ONG One World Play. É ela que, juntamente com a Chevrolet, entrega bolas de futebol indestrutíveis para instituições e comunidades carentes. Em Gravataí, o trabalho social é feito pelos empregados da General Motors. Na última semana, as escolas municipais Monteiro Lobato e Fada Madrinha foram as contempladas.

O gerente da Funilaria da GM Gravataí e coordenador do voluntariado da complexo industrial, Luciano Aguiar, conta que a ONG surgiu a partir da ideia de um pesquisador americano. Tim Jahnigen, estudioso da área de desenvolvimento e tecnologia teria ficado comovido ao ver, em sua televisão, as condições de um campo de refugiados na África. “Tim viu que muitas das crianças no local jogavam bola, mas elas estavam em sua maioria em péssimas condições. Então ele passou a trabalhar com polímeros especiais, até criar esse equipamento comprovadamente indestrutível”, narra Aguiar. O gerente, que acompanha as entregas das bolas, explica que é feito um cálculo para definir quantas delas serão destinadas a cada local. “O Instituto General Motors, braço social da GM, possui 33 entidades da região metropolitana cadastradas em seu banco de dados. A cada 20 crianças atendidas, doamos uma bola. Já auxiliamos oito escolas com o material”, revela.

A gerente de Relações Públicas e Governamentais da empresa, Daniela Kraemer, acompanhou algumas das entregas e revela que a curiosidade e o entusiasmo das crianças são encantadores. “Eles nos enchem de perguntas: e se um carro passar por cima, a bola fura? Ou se a gente pisar?”, diverte-se Daniela. “Para mim, essa iniciativa reforça a importância da prática do esporte não somente para a saúde, mas como ferramenta de socialização dos jovens. Sabemos que o futebol é uma atividade que promove o convívio em grupo, e isso é essencial. Precisamos reforçar essa ideia, e apoiar o desenvolvimento do esporte em escolas públicas e atividades carentes”, frisa.

A primeira escola da cidade a receber as bolas indestrutíveis foi a Carlos Bina, instituição estadual de ensino médio. A diretora Márcia Cristiane Soares conta que, antes disso, era muito difícil manter os equipamentos em dia. “As bolas normais não servem, pois são muito fracas e os meninos acabam danificando elas muito rápido. Às vezes as bolas sumiam, se perdiam, furavam… Agora, o pessoal sempre tem bolas novinhas para jogar”, comenta. De acordo com ela, a prática de esportes se tornou melhor, e os alunos reagiram às mudanças com entusiasmo.

Parceria entre companhias já dura mais de cinco anos

O projeto One World Play começou em 2006, e teve a ajuda de famosos, como o cantor Sting, para levantar fundos para a pesquisa. Em 2012, a Chevrolet tornou-se co-fundadora da iniciativa, comprometendo-se a ajudar na doação e distribuição de um milhão e quinhentas mil bolas para escolas e instituições ao redor do mundo. Até 2018, serão distribuídas 2 milhões de bolas – no Brasil, já foram mais de cinco mil. A comunidade do Vidigal, no Rio de Janeiro, foi a primeira a receber as bolas do Projeto One World Play. Em Gravataí, 300 bolas estão disponíveis para doação e cem já foram distribuídas.

Para ajudar

No site da One World Play, existem maneiras de ajudar. É possível que empresas se tornem parceiras e ajudem financeiramente, ou ainda adquiram as bolas – a cada bola comprada, uma é doada para uma comunidade carente.

Lida 544 vezes

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Por favor resolva a equação * Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.