Economia

OMBUDSMAN: Olhando para o ombudsman alheio

Os ditos populares quase sempre vêm à minha cabeça quando o assunto é opinativo. Hoje, quando me pus a escrever, lembrei daquele ditado que fala sobre a grama do vizinho ser sempre mais verde, mais bonita que a nossa. Às vezes é mesmo. E foi esta a sensação que tive ao ler o ombudsman escrito no mês passado pelo colega Jacson Dantas. Que belo texto! Ele parece ser o tipo de aluno que faz mais que o dever de casa. Vale ressaltar que, no oitavo semestre de faculdade, com o diploma tão próximo e a carreira profissional digladiando com as rotinas de aluno, isso é como quando noticiamos que um transeunte perdeu uma carteira cheia de dinheiro e um morador de rua a achou e devolveu. Deveria ser sempre assim, porque é o certo, mas como é raro, vira notícia.

No texto em questão, o repórter no papel de ombusdman aposta primeiramente numa visão geral sobre o que é o portal Beta Redação – um experimento – e explica um pouco da proposta que nos foi feita neste semestre – viver este experimento. Ele contextualiza a situação econômica do dia e sugere que nos inspiremos no portal G1 economia. A recomendação é para não ficarmos atrás enquanto veículo informativo. Pois, na semana em que o parecer do colega foi produzido não abordamos os temas econômicos que estavam borbulhando na mídia. Por fim, ele faz uma crítica positiva à Beta salientando que, se por um lado não estamos tão atualizados no quesito notícia, por outro somos um portal didático e nossos leitores podem aprender sobre diversos temas latentes.

O tal de “ombudsman” trouxe muita discussão para os bastidores da redação. Vários alunos questionaram, e cá entre nós, alguns professores também, sobre a real necessidade de termos este espaço. Eu questionei, inclusive. Mas confesso, mais por ignorá-lo do que propriamente por desacreditá-lo. No entanto, lendo e analisando o trabalho alheio, estou compreendendo que precisamos de fato de um olhar nosso, aqui de dentro mesmo, criticando de maneira construtiva o que está sendo produzido e melhorando diariamente o nosso experimento, afinal, somos beta.

No geral, creio que estamos todos, talvez com exceção do colega aqui citado, engatinhando na capacidade de autocrítica. Mas é assim, vamos aprendendo aos poucos esse exercício de avaliação e crescendo juntos nesse trabalho de aperfeiçoamento constante. Que multipliquem-se os textos de “Jacson” na redação.

 

 

 

Lida 537 vezes
  • Publicado em: 28/09/2015
  • Palavras chave: #ombudsman

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Por favor resolva a equação * Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.