Economia

Sigamos os números para fazer bom Jornalismo

Grupo 3 analisa Beta Redação da editoria de Economia

Dentro do grupo três, decidimos escolher o que cada um julgou ser a melhor entre suas matérias para gravar nosso ombudsman. Fabiano Scheck – cabe dizer que das dez matérias mais lidas da Beta Economia, três eram dele, sendo uma a primeira mais lida de toda a Beta Redação nos últimos três meses – escolheu sua matéria sobre os jovens empreendedores que criaram na Unisinos a carteira dobra. Fininhas e feitas de um material diferenciado, as carteiras já estão circulando por todo o Brasil, com fãs ardorosos, inclusive. Roberto Caloni decidiu falar sobre sua matéria do grupo que criou o selo Freeda, uma marca que garante que empresas de diferentes setores tenham passado por um treinamento sobre diversidade sexual e de gênero. Roberto conseguiu trazer para a Economia assuntos sociais como, além da Freeda, a reportagem sobre o Workroom, primeiro bar drag de Porto Alegre. A repórter Carolina Schaefer trouxe alteridade para a Beta Economia também com pautas sociais como a das bolsas ecológicas, que trazia o tema da sustentabilidade, e do restaurante Tibet, que além de mostrar o negócio do tibetano Ogyen, contou sua bela história de vida.

Fabiano, Vinícius, Carolina e Roberto

Fabiano, Vinícius, Carolina e Roberto. FOTO: ANDERSON HUBER

 

Os três repórteres e o editor – este que vos escreve – aprenderam neste semestre que a editoria de Economia é vital para a circulação de qualquer veículo de mídia, seja ele da plataforma que for. Saímos da Beta Economia sabendo que por mais que jornalistas tentem fugir dos números, é impossível criar boas manchetes sem eles. Contudo, levamos mais do que isso. Aprendemos que é possível, mesmo tratando de economia, números e bases de dados, contar boas histórias.

Fizemos isso ao longo do semestre e, com os feedbacks dos beta-professores, crescemos muito. Com certeza, veremos os “números” de forma diferente depois dessa disciplina. Como disse Mariana Segala, sigamos os números para fazer bom Jornalismo.

Lida 838 vezes

Comentários

Um comentário sobre “Sigamos os números para fazer bom Jornalismo”

  1. Marlise Brenol disse:

    Grupo, parabéns por garimpar e encontrar uma riqueza de cases, com histórias de vida e inovação muito interessantes! Tomara o eixo de empreendedorismo e inovação possa inspirar vocês nas escolhas profissionais! Beijo da profe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Por favor resolva a equação * Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.