Economia

O plus “a mais” nos negócios

Mercado de moda em tamanhos grandes vem crescendo no Brasil

Quem não quer se sentir confortável, bonito e na moda independente do tamanho? O mercado plus size é um dos segmentos que mais crescem nos últimos anos no país. Empresários vêm investindo fortemente nesse setor. Nesta reportagem vamos conhecer mulheres que apostaram nesse mercado.

Segundo dados da Associação Brasileira do Vestuário (Abravest), o mercado plus size cresce 6% anualmente e movimenta mais de R$ 5 bilhões tanto em lojas físicas quanto virtuais.

Entenda o cenário

De acordo com dados do Ministério da Saúde, em pesquisa realizada em 2013, cerca de 56% da população brasileira está acima do peso. O percentual de pessoas acima de 18 anos com obesidade é de 17%. Os números comprovam que há um público em potencial a ser conquistado com o comércio de moda plus size.

Por mais que essa situação seja considera negativa para saúde da população, é uma realidade difícil de ser revertida a curto prazo. Por isso, é preciso atender a essa demanda.

O segredo dos empresários está em oferecer uma opção para o consumidor que tem dificuldade de encontrar nas lojas o tamanho certo para se sentir bem. Partindo dessa ideia, a empresária Viviane Lemos, 36 anos, tomou a iniciativa de formar uma rede de empreendedoras em Porto Alegre. A ideia, inspirada no evento paulistano Pop Plus, é reunir periodicamente empresários e público-alvo para conhecer as novidades.

No último sábado (11), ocorreu a 2ª edição do Bazar Plus Size Poa. O evento reuniu cerca de 200 pessoas das 10h às 18h, e nele foi possível conferir diversos tipos de roupas e marcas do manequim 46 ao 60 das 12 expositoras do bazar. “Existem confecções autorais e marcas já conhecidas nesta edição. Aqui não tem essa história de ‘não vou encontrar meu número’, temos produtos de todos os tamanhos que vão de R$ 17,90 até vestidos de festa de R$ 1.449”, explica Viviane. Além disso, ela acrescenta que a ideia é crescer ainda mais, realizando outras edições para expandir a rede.

 

Viviane Lemos é a organizadora do evento

Viviane Lemos é a organizadora do evento. Foto: Ellen Renner/Beta Redação

 

Uma das expositoras do Bazar Plus Size em Porto Alegre é Elisa Anjos, 34 anos, dona da loja virtual Gorda Sim, plus size. “Entrei nesse mercado por necessidade minha. Percebi que o mercado só vem crescendo. Eu acredito muito nesse negócio. Minha loja é apenas virtual, por isso atendo cada cliente minha de forma personalizada”, enfatiza.

Elisa possui um diferencial na sua loja. Quando alguma cliente chega com a foto ou modelo de uma roupa criada para uma modelo magra e sem numeração para tamanhos grande, ela tem a solução. “Em parceria com um ateliê de costura, nós recriamos as peças de forma adequada para cada corpo. Decidi fazer isso porque muitas vezes recebia pedidos de roupas que estavam nos corpos das modelos magras e que não tinham em numerações maiores. Dessa forma, consigo fidelizar ainda mais minhas clientes e elas saem satisfeitas”, destaca.

 

Elisa e Daniele

A comerciante Elisa atende a cliente Daniele de Melo. Foto: Ellen Renner/Beta Redação

 

Uma das consumidoras é Daniele de Melo, 29 anos, que costuma procurar incansavelmente por roupas do seu tamanho. No bazar e na loja Gorda Sim ela encontrou uma oportunidade. “Achei a ideia do evento genial. Comprei peças por preços ótimos e de qualidade incrível. Com certeza vou buscar e acessar a loja virtual para continuar comprando.”

Eliana Teresinha Machado, 55 anos, criadora do slogan “Imagine um lugar para chamar de seu” e dona da loja Pérola Plus Size, de Capão da Canoa, também marcou presença no evento. O conceito da loja é simples, tornar o espaço e o processo da compra o mais agradável possível, como se estivesse na sua própria casa.

Com apenas sete meses de negócio, o investimento de R$ 60 mil está quase todo pago. “Ainda não tivemos um lucro real, mas o nosso investimento já foi quase todo recuperado e nós não iremos parar de investir no mercado. Queremos ver a satisfação e o sorriso das nossas clientes todos os dias”, afirma Eliana.

Com o grande sucesso da loja, os planos são abrir uma filial ainda este ano na cidade de Guaíba. A dona atribui o êxito ao investimentos de divulgação em redes sociais. Além disso, elas são patrocinadoras oficiais da atual Miss Plus Size Nacional, Scheila Dorneles, que veste roupas da loja em todas os eventos que participa.

“Com toda a certeza os investimentos em mulheres fora do padrão da TV aumentaram. Eu vejo que hoje em dia nós, plus sizes, entramos em loja e existem peças feitas para o nosso corpo e com um valor justo”, ressalta a miss.

 

Donas da loja Pérola Plus Size e a Miss Plus Size Nacional, Scheila Dorneles

Donas da loja Pérola Plus Size e a Miss Plus Size Nacional, Scheila Dorneles. Foto: Ellen Renner/Beta Redação

 

Curvas de Maria

Paula Kochem

Paula Kochem. Foto: Arquivo Pessoal

Com apenas 23 anos, a estudante de Moda Paula Kochem e sua ex-sócia, Jéssica Matos, criaram a marca Curvas de Maria em Novo Hamburgo. A ideia surgiu em 2015, voltada para all size, “vestindo do tamanho 38 ao 54“. Atualmente a marca produz moda praia, fitness e casual – vestido e camisetas -, além de revender lingeries.

O público-alvo são mulheres que não têm vergonha do corpo ou que buscam se aceitar como são, mulheres que têm dificuldade em encontrar uma peça de moda em que se sintam confortáveis, atraentes e bonitas.

“O nome Curvas de Maria saiu a partir de um brainstorm. Juntas, eu e a Jéssica sentamos e fomos colocando palavras que lembrassem a ideia de moda praia plus size, com isso veio a ideia de curvas, pois todas as mulheres possuem, seja ela mais magra ou mais gorda, e o Maria veio de um nome que representa muitas mulheres brasileiras, um nome comum, pois somos todas Marias”, explica Paula.

A loja vende de R$ 4 mil a 5 mil por mês, levando em consideração a venda de lingeries, que hoje é o carro-chefe da marca, e lucra em torno de R$ 2 mil a R$ 2,5 mil mensais. Para a proprietária, o mercado vem se tornando cada vez mais lucrativo.

 

Croquis da Curvas de Maria

Croquis das  Curvas de Maria.  Foto: Arquivo Pessoal

 

dica_reporter_dani

Como consumidora do mundo plus size a minha vida toda, sei o quanto é difícil encontrar peças que nos façam se sentir bem e confortáveis com nossos corpos. Muitas vezes o medo e a insegurança nos dominam, e sair com aquela blusa transparente ou ir para a praia se tornam os maiores medos das nossas vidas.

Por isso, separei algumas lojas online que gosto de comprar e têm valor e estilo para todos os tipos de Manas gordas! Confere aqui embaixo a listinha.

  1. Curvas de Maria
  2. Gorda Sim
  3. Posthaus
  4. Rouge Marie
  5. Flaminga
  6. Cativa Store
  7. Chica Bolacha
  8. Oh Querida
  9. Feminina Plus Size
  10. Toda Frida
Lida 2959 vezes

Comentários

Um comentário sobre “O plus “a mais” nos negócios”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Por favor resolva a equação * Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.