Geral

Núcleo da Unisinos orienta alunos para Imposto de Renda 2017

Parceria da Unisinos com a Receita Federal oferece atendimento gratuito à comunidade

Declaração IR 2017

O imposto de renda é um tema que sempre causa preocupações e dúvidas na população. Com o objetivo de esclarecer os questionamentos e auxiliar a comunidade acadêmica na declaração do Imposto de Renda 2017, a Coordenação do curso de Ciências Contábeis e o Núcleo de Apoio Fiscal e Contábil da Unisinos (NAF), juntamente com a Receita Federal, promoveram na última quinta-feira (30) uma palestra sobre o assunto.

O convidado foi o chefe da Equipe de Fiscalização de Pessoa Física da Receita Federal, o auditor Fiscal Renato Ervino Ropke, que apresentou o Programa do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física 2017 (PIR-PF), disponível no site da Receita Federal. Ropke também clareou as dúvidas dos alunos e as mudanças nas regras da declaração deste ano.

Há pequenas mudanças de aperfeiçoamento do Programa Gerador de Imposto de Renda como, por exemplo, o campo de preenchimento (não obrigatório) de celular e e-mail, com intuito de ampliar o cadastro da pessoa física. “A medida é essencial, pois a Receita carece de um contato direto com o contribuinte”, destaca Ropke. Além disso, a tabela do Imposto de Renda foi reajustada com porcentagem menor do que a inflação. Em 2016, eram obrigadas a declarar todas as pessoas com rendimentos tributáveis acima de R$ 28.123,91. Neste ano, o valor passou para R$ 28.559,70.

17693230_10212052847787355_606049906_o

Renato Ervino Ropke em atividade na Unisinos. Foto: Beta Redação.

A Beta Redação foi atrás de perguntas não muito comuns da comunidade acadêmica, mas que foram respondidas por Ropke:

1. Quem pode ser meu dependente?

São dependentes:

  • Filho ou enteado, de até 24 anos, se ainda estiver cursando ensino superior ou escola técnica;
  • O companheiro, inclusive homoafetivo, com quem o contribuinte tenha filho ou viva há mais de cinco anos, ou o cônjuge;
  • Irmão, neto ou bisneto, de quem o contribuinte detenha a guarda judicial, de até 21 anos, ou em qualquer idade, quando incapacitado física e/ou mentalmente para o trabalho;
  • Irmão, neto ou bisneto, sem arrimo dos pais, de até 24 anos, se ainda estiver cursando estabelecimento de ensino superior ou escola técnica de segundo grau, desde que o contribuinte tenha detido sua guarda judicial até os 21 anos. ]
  • Pais, avós e bisavós que tenham recebido rendimentos, tributáveis ou não, de até 22.847,76 reais em 2016;
  • Todas as pessoas totalmente incapazes, da qual o contribuinte seja tutor ou curador.

2. Por que a quiropraxia ou o pilates não são dedutíveis no imposto?

De acordo com Ropke, quiropraxia e pilates são tratamentos alternativos, portanto, só podem ser deduzidas despesas médicas e hospitalares que forem devidamente comprovadas. Outros exemplos que não podem ser incluídos nas despesas dedutíveis do IR são tratamentos de beleza e próteses de silicone, pois tem fins estéticos.

3. O que fazer quando envio uma declaração errada?

É possível retificar se a declaração estiver incompleta ou apresentar erros, o que pode ser feito até o dia 28 de abril. A retificação online permite a alteração de alguns dados pela internet sem a utilização do programa 2017 e do Receitanet (acesse: https://goo.gl/9HTW4R). Ropke também destaca que assim que finalizado o processo de declaração é importante que o contribuinte guarde consigo o recibo. O dado é necessário para que se possa fazer as retificações após o prazo de entrega.

A Receita Federal começou a receber as declarações no dia 2 de março. O prazo vai até às 23h59 do dia 28 de abril. Conforme Ropke, expectativa é de que mais de 28 milhões de contribuintes entreguem a declaração. No Rio Grande do Sul, 2 milhões de contribuintes são esperados.

O que é o Núcleo de Apoio Contábil e Fiscal (NAF)?

Poucas pessoas ou nunca ouviram falar do NAF. A coordenadora do curso de Ciências Contábeis, Charline Pires, esclarece que, desde 2015, o núcleo disponibiliza o serviço de orientação da comunidade acadêmica, geral e micro-empreendedores de São Leopoldo, que não teriam acesso às orientações contábeis e fiscais básicas.

“O NAF não substitui um escritório de contabilidade, é um termo de cooperação assinado com a Receita. Em todas as iniciativas, como a palestra, temos apoio da Receita”, esclarece Charline.

Como funciona?

O usuário será atendimento por alunos do curso de Ciências Contábeis, que ajudarão a orientar sobre a Declaração de Imposto de Renda 2017, além de dúvidas contábeis fiscais e previdenciárias. O atendimento não precisa de agendamento e é gratuito.

De acordo com Charline, além do NAF contribuir para a prática dos conhecimentos da sala de aula, os alunos desenvolvem mais facilmente a competência do atendimento. “O aluno aprende a ouvir as pessoas sobre problemas complexos e tem a satisfação de ajudá-las, se tornando um cidadão mais consciente”, destaca.

Horário de atendimento:

Terças e quintas-feiras
Das 17h30 às 19h30
Entrada principal da Unisinos, sala B02 107

Lida 1010 vezes

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Por favor resolva a equação * Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.