Cultura

Cinema gaúcho está em cartaz na Mostra APTC

Exibição de longas e curtas acontece em mais dois cinemas locais e têm entrada gratuita

Em comemoração aos 31 anos da Associação Profissional dos Técnicos Cinematográficos (APTC) do Rio Grande do Sul, a Capital recebe entre os dias 3 e 12 de maio a Mostra APTC. As exibições ocorrem na Cinemateca Capitólio e em outros dois cinemas de Porto Alegre:  Sala Eduardo Hirtz, da Casa de Cultura Mario Quintana, e CineBancários. A entrada franca é um dos atrativos da mostra, que terá exibições em horários alternativos ao horário comercial, das 17h às 20h.

O evento reúne as três últimas décadas de produção cinematográfica do Rio Grande do Sul, exibindo 20 longas e 50 curtas-metragens. O produtor audiovisual Thiago Lazeri, 34 anos, destaca a importância de um evento como esse em Porto Alegre. “A safra de filmes dessa geração que surgiu nos últimos anos parece ter sangue nas veias e inteligência para tirar os filmes do papel. Exibir produções locais e criar diálogo interno entre os realizadores e o público é muito importante”, comenta.

Lazeri ressalta a qualidade das atrações da mostra e se diz empolgado para conhecer novas produções. “Alguns dos filmes que estão na Mostra já tive a oportunidade e a sorte de acompanhar em festivais, porém, a maioria só conheço pelos nomes e pela boa reputação pelo mundo afora. Castanha, por exemplo, é um filme que estou muito curioso para assistir”, relata.

A Mostra APTC é um dos eventos que vêm acontecendo nos antigos cinemas e teatros da Capital, com o objetivo de resgatar a cultura da cidade e seus espaços ricos em história e curiosidades e levar vida a esses lugares. Vitória Fonseca, 23 anos, formada em Comunicação Social pela PUCRS, acredita que a revitalização das salas de cinema é muito importante. “O resgate de espaços para a convivência e a troca de ideias e materiais é essencial. Existe uma certa cultura adormecida em Porto Alegre. É uma cidade muito rica em inovação, mas às vezes precisa de um empurrão para trazer à tona todo seu potencial cultural”, analisa.

 

Anahy de las Missiones, 1997 - Um dos filmes a serem exibidos na mostra.

“Anahy de las Misiones” (1997) é um dos filmes a serem exibidos na Mostra APTC.

 

Confira abaixo a programação completa:

3 de maio

Cinemateca Capitólio

18h – Curtas – Programa 35mm
20h – O Mentiroso

CineBancários

15h – Castanha
17h – Curtas – Programa 01
19h – Terráqueos: Vestígios de uma Era Digital

 4 de maio

Cinemateca Capitólio

18h – Tolerância
20h Anahy de las Misiones

CineBancários

15h – Simone
17h – Curtas – Programa 02
19h – Dromedário no Asfalto

5 de maio

CCMQ

17h – Referendo, de Jaime Lerner
19h – Porto dos Mortos

Cinemateca Capitólio

18h Antes que o Mundo Acabe
20h – Extremo Sul

CineBancários

17h – Curtas Universitários
19h – Cinco Maneiras de Fechar os Olhos

6 de maio

CCMQ

17h Cinco Maneiras de Fechar os Olhos
19h A Oeste do Fim do Mundo

Cinemateca Capitólio

18h – Curtas – Programa 35mm
20h Tolerância

CineBancários

17h – Curtas – Programa 03
19h – Eu Não Vou Dizer Eu Te Amo, com a presença do diretor Guto Bozetti

7 de maio

CCMQ

17h Eu Não Vou Dizer Que Eu Te Amo
19h Beira-Mar

Cinemateca Capitólio

18h – Concerto Capitólio
20h Houve uma Vez Dois Verões

CineBancários

15h – Curtas – Televisão 01
17h – Curtas – Programa 04
19h – A Última Estrada da Praia

8 de maio

CCMQ

17h – A Última Estrada da Praia
19h – Terráqueos: Vestígios de Uma Era Digital, de Frederico Ruas

Cinemateca Capitólio

18h – O Cárcere e a Rua, com a presença da diretora Liliana Sulzbach
20h – Tolerância

CineBancários

15h – Curtas – Televisão 02
17h – Curtas – Programa 01
19h – O Guri

10 de maio

CCMQ

17h – O Guri, De Zeca Brito
19h – Simone

Cinemateca Capitólio

18h – Anahy de las Misiones
20h – Antes que o Mundo Acabe

CineBancários

15h – Porto dos Mortos
17h – Curtas – Programa 02
19h – Referendo

11 de maio

CCMQ

17h – Dromedário no Asfalto
19h – Castanha

Cinemateca Capitólio

18h – O Mentiroso
20h – Extremo Sul

CineBancários

15h – Curtas – Programa 03
17h – Curtas – Televisão 01
19h – A Oeste do Fim do Mundo

12 de maio

CineBancários

15h – Curtas – Programa 04
17h – Curtas – Televisão 02
19h – Beira-Mar

Programas de curtas-metragens:

Curtas Programa 35mm – 81 minutos
Barbosa, de Ana Luiza Azevedo e Jorge Furtado (13′)
Sargento Garcia, Tutti Gregianin (19′)
Deus é Pai, de Allan Sieber (animação) (4′)
Ilha das Flores, de Jorge Furtado (14′)
Três Minutos, de  Ana Luiza Azevedo (6′)
Quintana dos 8 aos 80, de Antônio Carlos Textor (18′)
Início do Fim, de Gustavo Spolidoro (7′)

Curtas Programa 1 – 91 minutos
Interlúdio, de Carlos Gerbase e Giba Assis Brasil (8′)
Obscenidades, de Roberto Henkin  (10′)
Vicious, de Rogério Ferrari (15′)
Quadrilha, de Mariângela Grando (23’)
Deus ex-machina,  de Carlos Gerbase (25′)
A Voz da Felicidade, de Nelson Nadotti (10’)

Programa 2 –  96 minutos
A Cidade, de Liliana Sulzbach (15′)
Trampolim, de Fiapo Barth (12’)
Um dia como hoje, de Eduardo Wannmacher (9′)
Pele de Concreto, de Daniel de Bem (15′)
O Teto Sobre Nós, de Bruno Carboni (22′)
Amores Passageiros, de Augusto Canani (23′)

Programa 3 – 71 minutos
Casa Afogada, de Gilson Vargas (14′)
Trampolim, de Fiapo Barth (12′)
Tomou Café e Esperou, de Emiliano Cunha (12′)
Kopeck, de Jaime Lerner (13′)
Domingo de Marta, de Gabriela Bervian (20′)

Programa 4 – 77 minutos
Castillo y el Armado, de Pedro Harres (14′)
Ed, de Gabriel Garcia (14′)
A Pequena Vendedora de Fósforos, de Kyoko Yamashita (10′)
Propriedades de uma Poltrona, de Rodrigo John (9′)
Ne Pas Projeter, de Cristian Verardi (13′)
O Corpo, de Lucas Cassales (17′)

Programa Curtas Universitários – 93 minutos
O Membro Decaído, de Lucas Sá (18′)
Sentimentário, de Carolina Gaessler e Caio Mazzilli (5’)
Sistema Aurora, Bruna de Paula (11’)
Armário das Cavernas, de  Rodrigo Costa (5’)
Insônia, de Fábio Sinoti e Rogeane Martin (4’)
Dinoshop, de Tainá Nepomuceno  (3’)
Sobre um dia qualquer, de Leonardo Remor (17′)
Bruxa de fábrica, de Jonas Costa, Unisinos (15′)
Se essa lua fosse minha, de Larissa Lewandowski (15′)

Curtas Televisão Programa 1 –  89 minutos
O dia em que Jesus falou português, de Aristides Carvalho e Gina O`Donnell (15′)
História Natural, de Diego de Godoy (15′)
Sobre Aquele que Nada fazia e Um Dia fez, de Rafael Figueiredo (15′)
De 10 a 14 anos, de Márcio Schoenardie (13′)
Foi Onde Deu pra Chegar de Bicicleta, de Frederico Pinto (15′)
É pra presente, de Camila Gonzatto (16′)

Curtas Televisão Programa 2 – 105 minutos
X-Coração, de Lisandro Santos (12′)
Um Risco no Céu, de René Goya Filho  (14′)
Sem Sinal, de Vicente Moreno (16′)
Todos os Balões Vão para o Céu, de Frederico Cabral (15′)
Osvaldo Aranha, 1086: Um Dia na Lancheria do Parque, de Guilherme Petry (16′)
O Homem que Conserta Estrelas, de Denise Marchi (16′)
Provinciano, de Bruno Carvalho (16′)

Lida 933 vezes

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Por favor resolva a equação * Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.