Cultura

Michel Leite: “A música é minha companheira”

Vocalista de banda de rock cristão fala sobre sua trajetória artística

A música está na vida de Michel Leite desde muito cedo. Ao ver a irmã e os tios envolvidos com a arte, começou a se instigar, criar e se apaixonar por ela. Com quatro anos, notando o interesse do pequeno, a mãe resolveu presenteá-lo com uma bateria. O violão entrou em sua vida aos 11, quando começou a tocar e estudar sobre o instrumento. Cantar sempre foi um hobby, que praticava na igreja com a irmã.

betaredacao-cultura-michel

Foto: Arquivo pessoal

Ao longo dos seus 21 anos, Michel já trabalhou em outros grupos e também fez carreira solo. Atualmente, o músico é vocalista da Banda Karmel, de São Leopoldo, que toca rock cristão. A entrada no grupo se deu através do baterista Dudu, que se interessou pelo trabalho do cantor e propôs um teste. Em fevereiro de 2015, Michel se tornou oficialmente o vocalista da banda.

Entretanto, a carreira musical também tem suas dificuldades. Para o cantor, a maior delas é a desvalorização. E não é só por parte dos profissionais envolvidos. Essa depreciação vem também da família. Muitos não consideram a música uma profissão. “Isso acaba machucando um pouco”, lamenta o músico.

Mesmo assim, Michel não vê motivos para desistir. O vocalista revela que a maioria dos projetos que almeja ainda não foram realizados. “Estou fazendo uma boa plantação para colher no futuro”, diz. Conquistar um público fiel que ame o seu trabalho e o da banda é um dos seus planos. “Tem muita coisa para acontecer e realizar. E eu sei que isso é o tempo que vai responder”, declara esperançoso. Mas o maior sonho a ser alcançado é poder viver inteiramente de música. Hoje em dia, ele divide sua dedicação entre a banda e a faculdade de História.

A música certamente é parte essencial na vida de Michel. “Não importa o lugar do mundo em que eu esteja, se estiver com o violão ou mesmo sem ele, se puder me expressar de alguma forma, não me sentirei sozinho”, afirma.  “A música é vital, ela precisa ser parte do meu dia a dia. Traz emoções tanto boas quanto ruins, nos permite expressar sentimentos”, completa.

A quem sonha em seguir a carreira artística, Michel alerta: não desista. “O tempo abrirá novas portas e a perseverança vai fazer com que algo aconteça”, aconselha. Segundo ele, fazer o seu melhor por aquilo que ama, independentemente da expressão artística, é o mais importante.

Assista a um vídeo de Michel Leite clicando aqui.

Texto: Mariana Nunes e Marcelli Pedroso.

 

Lida 656 vezes

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Por favor resolva a equação * Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.