Economia

Jovens empreendedores

Empreender durante a faculdade pode ser um caminho de sucesso para quem não se encontra dentro do mercado de trabalho.

O mercado de trabalho está cada vez mais exigente, fazendo com que tenhamos que exercer as mais diversas funções e, muitas vezes, nos deparamos com um trabalho que não corresponde às nossas expectativas. Por isso, empreender vem sendo uma prática cada vez mais utilizada, visando a liberdade, autonomia e crescimento na hora de criar o seu próprio negócio.

Deixando de lado aquele pensamento único de ingressar em alguma empresa de grande porte durante a faculdade e esperar uma estabilidade financeira futura, muitos jovens vêm empreendendo com ideias criativas que tendem a gerar novos empregos contribuindo com economia e trocando a estabilidade profissional pela realização profissional.

A insatisfação com o curso escolhido e com o mercado de trabalho faz com que muitos apostem no novo. Foi isso que motivou Daiana Dietzmann e Felipe B. Morel, ex estudantes de publicidade e propaganda e design de produto da Unisinos a desenvolverem uma marca que tem como objetivo trazer para o Brasil produtos criados a mão, duráveis, atemporais e que contassem histórias.

dsc_1910

A BRONCO, foi desenvolvida para respeitar o ambiente em que os seus produtos farão parte “Um dia vimos uma luminária no Instagram e pensamos: Nossa, que demais isso! No dia seguinte resolvemos tentar fazer uma parecida e em seguida seguimos. Quando notamos, já estávamos comprando ferramentas e vendendo os produtos no perfil do Facebook” conta Daiana.

Um dos produtos que a Bronco disponibiliza é a Touché, um exemplo de sustentabilidade dentro do conceito da marca, feita com madeira de demolição, carbonizada (pois ajuda a preservar a madeira) e ainda possui um botão de estanho que proporciona o total controle da intensidade da luz, tudo por toque.

 

Sempre tendo um pé no design, encontrar o nicho para começar a empreender não foi muito complicado. Com menos de R$ 10 mil para investir, a dedicação fez com que a empresa nascesse. Finais de semana sacrificados, noites após o trabalho e todo o tempo livre voltado para o novo negócio fez com que o pouco investimento capital abaixo dos dez mil não fosse problema.

Uma pesquisa do Instituto de Pesquisas Data Popular afirma que 1,5 milhão de brasileiros que estão na faixa de 16 e 24 já são donos da sua própria empresa. Levando em conta que essa faixa etária é composta por jovens que estão em cursos profissionalizantes, não é difícil deduzir que o ambiente acadêmico é propício para que se encontre ajuda dos colegas de classe, professores e parceiros para investirem em novas ideias. Esse é o período em que o famoso networking começa a ser construído servindo de base para qualquer empreendimento desenvolvido.

dsc_2000

Em um momento de instabilidade econômica, Daiana conta que o corte nos gastos se tornou uma necessidade. Devido ao preço alto das matérias primas e as ferramentas, houve a necessidade de se pensar em uma adaptação. “Uma vez que outra encontramos pessoas legais, que acreditam no nosso trabalho e aos poucos estamos conseguindo parcerias interessantes para fazer as coisas andarem da melhor maneira possível” conta. 

Por ser uma empresa nova e estar em constante mudança as ideias se aprimoram a cada dia “Mudar é mega importante para evoluir. Não vemos como uma coisa ruim. Já viajamos muito na maionese, já jogamos dinheiro fora e isso segue acontecendo. Sabemos que vamos fazer muita coisa errada ainda, mas temos plena consciência de que isso faz parte” relata Daiana que ainda ressalta que o empreendedorismo é bem mais complexo do que pode parecer.

dsc_1861

É trabalhoso, mas muito gratificante “É muito incrível quando alguém se identifica com a ideia e compra algo ou simplesmente elogia a marca. Isso vale muito! Empreender é uma boa opção para quem for meio maluco e inquieto” finaliza.

A BRONCO é apenas um exemplo de como o empreendedorismo pode ser um caminho de sucesso. Muitas ideias nascem ainda na época da faculdade e se tornam grandes negócios quando pensadas com calma, planejadas e executadas.

 

Lida 744 vezes

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Por favor resolva a equação * Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.