Economia

Jovens empreendedores têm a internet como grande aliada

Redes sociais impulsionam as vendas e dão visibilidade aos negócios

Buscando identificar o perfil dos jovens empreendedores brasileiros, a Confederação Nacional dos Jovens Empresários (Conaje), em parceria com a Revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios, realizou em 2015 uma pesquisa em todo país que levantou importantes informações sobre esses novos profissionais. Os dados obtidos mostraram que o desejo pelo negócio próprio e a identificação de oportunidades no mercado de trabalho vêm se manifestando cada vez mais cedo na população.

Segundo o levantamento, a maioria dos jovens que empreendem no Brasil é do sexo masculino, tem de 26 a 30 anos, possui curso superior completo e prefere abrir empresa no segmento de serviços, empregando até nove funcionários. A pesquisa foi desenvolvida em junho de 2015 através de um questionário online, contando com a participação de quase 6 mil jovens com idade entre 18 e 39 anos, de 26 estados além do Distrito Federal.

O objetivo dessa pesquisa foi identificar características socioeconômicas, o perfil de negócios destes jovens empreendedores, a motivação e o preparo para empreender, a percepção do ambiente empreendedor no país, as dificuldades enfrentadas e as propostas de melhoria.

Os pesquisadores constataram que pessoas mais jovens, em sua maioria, não buscam empreender por necessidade, mas sim por oportunidade. Ou seja, elas não precisam necessariamente ter um negócio para se manter financeiramente, mas identificam novas possibilidades e investem nelas em busca de independência. Os investimentos chegam a render R$ 60 mil por ano para empresas de médio porte. Todos os dados do levantamento podem ser acessados na íntegra no site da Conaje.

A pesquisa mostra ainda que empresários jovens tendem a utilizar as redes sociais como aliadas na hora de divulgar seus serviços e produtos, obtendo resultados bastante satisfatórios. Um exemplo é Luana Feula, jovem empreendedora de Porto Alegre que, aos 24 anos, criou um produto inovador e sustentável que é vendido para o Brasil inteiro graças ao auxílio da internet.

A jovem tem uma marca, a Lua Cases, que desenvolve capas de celulares que trocam de estampa. Funciona da seguinte forma: o cliente compra um case incolor e um kit com diversas estampas feitas em tecido, podendo mudar de cor e estilo quando quiser. São várias capinhas em uma só. Sendo assim, o cliente paga mais barato por uma quantidade maior de opções e contribui para uma iniciativa sustentável, pois utiliza apenas uma capa em plástico enquanto o restante é em tecido.

 

Um dos kits de capas de celular produzido por Lua Cases (Foto: Luana Feula)

Um dos kits de capas de celular produzido por Lua Cases (Foto: Luana Feula)

 

Formada em Marketing pelo Senac/RS, Luana explica que uniu o útil ao agradável para criar o produto: “Eu sempre fui apaixonada por capas de celular, coleciono muitos modelos. Com o tempo o valor foi ficando muito alto por um produto que nem durava tanto assim. No ano passado, eu estava me preparando para uma festa onde usaria um vestido rosa e queria muito uma capinha que combinasse com ele. Por falta de tempo e dinheiro, tive a ideia de pegar um tecido da mesma cor e colocar entre o meu celular e o case transparente”, conta.

Ela destaca que a ideia inicial não era comercializar o produto, mas sim fabricar para si mesma, pois gostou do resultado. Aos poucos as amigas começaram a notar a novidade e desenvolver interesse nas capinhas personalizadas. “Em maio de 2015 minha família passou por um momento financeiro muito difícil. Eu trabalho com a minha mãe, na loja dela, e os rendimentos do negócio caíram bastante, o que fez com que meu salário fosse reduzido pela metade. Eu precisava de uma renda extra o quanto antes e então veio a ideia de fazer as minhas capinhas em quantidade e comercializar pela internet”.

Segundo ela, foi aí que sua formação em marketing começou a fazer a diferença, ajudando muito na hora de colocar o site no ar e iniciar a divulgação pelo Facebook e Instagram. “Primeiro eu peguei algumas sugestões de costura com a minha mãe, que trabalha com isso há anos. Aí comecei a testar várias possibilidades e deixei o site de molho por uns 20 dias. Pensei em um nome para o produto, mandei fazer etiquetas e iniciei a divulgação nas redes sociais. A aceitação foi muito rápida, fiquei bem impressionada”, relata.

A jovem empreendedora viu seu produto cair nas graças de clientes no país todo em menos de seis meses. As publicações feitas principalmente no Facebook e impulsionadas por Luana atingiram muita gente. “Em maio de 2016 vai fazer um ano que tenho a marca e já contabilizei 4 mil estampas vendidas. Encomendas de Porto Alegre e região eu entrego em mãos e utilizo o serviço dos Correios para as cidades mais afastadas e os outros estados. Tem funcionado muito bem e os retornos são sempre positivos”, ressalta a empreendedora.

Um segredo de Luana é a boa comunicação com os clientes, que é elogiada até por compradores que nem a conhecem pessoalmente. É o caso de Laísa Souza, da cidade de Recife, no estado de Pernambuco, que já comprou cinco vezes os kits da Lua Cases. “Eu conheci o trabalho da Luana através do Facebook e fiquei encantada com a maneira como o produto era feito. Confesso que na primeira compra eu tive um pouco de receio, pois já enfrentei muitos problemas com compras pela internet. Porém no momento em que falei com a Luana me tranquilizei muito e me encantei mais ainda, pois o tratamento é incrível”.

A cliente ressalta que o fato de Luana conversar através de mensagens virtuais, confirmar o pedido e tirar todas as dúvidas foi o que a fez buscar pelo produto novamente. Laísa também ressalta outros fatores que a fidelizaram como consumidora: “As capas são únicas e não encontrei nada semelhante em nenhum outro lugar. O preço compensa muito também, tenho várias opções de capas e gastei muito menos. É um serviço maravilhoso”, conclui.

 

 Um mercado que cresce a cada dia

Conforme o suplemento de Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) 2014, realizado em parceria com o Ministério das Comunicações, pela primeira vez, o acesso à internet via telefone celular ultrapassou o acesso via microcomputador nos domicílios brasileiros. De 2013 para 2014, entre os domicílios que acessaram a internet (inclusive os que utilizaram mais de uma forma de acesso), o percentual dos que o fizeram por microcomputador recuou de 88,4% para 76,6%, enquanto a proporção dos domicílios que acessavam a internet por celular saltou de 53,6% para 80,4%.

Ou seja, é possível perceber um grande aumento, também, no número de brasileiros que utilizam aparelhos celulares com frequência, o que faz com que a procura por capas de proteção para estes dispositivos cresça junto. Luana Feula conta que a procura pelos produtos da Lua Cases é grande para todos os modelos de celular e que nem sempre consegue atender aos pedidos. “Alguns celulares muito antigos, muito novos ou com baixa procura no mercado não tem capas transparentes à venda. Sem a capa, eu não tenho como comercializar as estampas, infelizmente. Essa é uma das minhas dificuldades. São muitos modelos atualmente e eu procuro trabalhar com a maior quantidade possível deles”.

Por trabalhar sozinha e fazer tudo de forma artesanal, a jovem relata ter muito trabalho todos os dias da semana e até bem tarde. Mas o esforço compensa. Hoje ela recebe o dobro do que ganhava há um ano atrás e conseguiu estabilizar-se financeiramente. “Algumas dificuldades ainda persistem, mas com o tempo vem o aprendizado. Hoje sou muito mais competente do que quando comecei e sei que com o tempo ficarei ainda melhor”.

Como sugestão, Luana diz que o segredo é gostar do que se faz e criar algo novo, pois foi isso que lhe rendeu o sucesso e o alcance que tem hoje. “Venho de uma família com empreendedores. Minha mãe não tem nem ensino fundamental completo, mas mesmo assim conseguiu pagar a minha faculdade e a da minha irmã com seu empreendimento no ramo da costura. Tive em quem me inspirar, mas o esforço e a dedicação são fundamentais, assim como a paixão pelo trabalho e a criação de um produto que encante”, conclui Luana Feula.

 

Para conhecer mais sobre a marca Lua Cases acesse a página https://www.facebook.com/luacases/?ref=ts&fref=ts.

 

Lida 1499 vezes

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Por favor resolva a equação * Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.