Esporte

Jovem busca patrocínio para continuar com o sonho de ser nadadora

Para Vitória Santos, de Campo Bom, o apoio dos pais é fundamental para a permanência nos treinos

whatsapp-image-2016-11-07-at-17-55-53

Aos 15 anos, nadadora vende doces na escola para ajudar nos custos de passagens para ir às aulas. Foto: Arquivo Pessoal

 

A prática esportiva está cada vez mais frequente na vida de jovens e adultos. Moradora da cidade de Campo Bom, Vitória Santos, de 15 anos, escolheu há alguns anos a liberdade da piscina para treinar e transformar-se em uma nadadora. Os treinos iniciaram aos 12 anos na escola de natação do Complexo Cultural CEI, no município. Um ano após as primeiras braçadas, ela passou para a Sociedade Ginástica de Novo Hamburgo, onde treina até hoje. A seguir, confira uma entrevista com a jovem atleta.

 

whatsapp-image-2016-11-07-at-17-55-58-1

Aos 15 anos, Vitória Santos busca patrocínios para continuar nadando. Foto: Arquivo Pessoal

 

Beta Redação: Por que escolheu a natação como esporte?

Vitória Santos: Escolhi a natação pois desde pequena cresci usando piscina, olhava para os nadadores na televisão e sentia que era aquilo que eu queria. A natação é um esporte único. É treino atrás de treino, temos grandes desafios a cada dia para enfrentar e isso me motiva muito, porque é uma sensação de alívio e de que tudo o que fiz e faço não foi em vão.

 

Beta Redação: Mais alguma pessoa da sua família pratica esporte?

Vitória Santos: Meus pais gostam bastante de correr e caminhar. Aos sábados temos o costume de reunir a família para jogar vôlei, mas nada muito sério ou profissional.

 

Beta Redação: Você tem alguma outra atividade além da natação?

Vitória Santos: Atividade física. Eu faço academia três vezes por semana e funcional duas vezes por semana, mas não faço outro esporte além da natação.

 

Beta Redação: Quais competições você já participou?

Vitória Santos: Já participei de muitas competições: Torneio FGDA, Classe Aberta, Estadual de Inverno, Sul Brasileiro, Classe Aberta de Inverno, Interior de Inverno, Torneio Primavera, Estadual de Verão e Interior de Verão.

 

Vitória Santos em Competição

Vitória em competição como nadadora. (Foto: Arquivo Pessoal)

 

Beta Redação: Como você faz com os custeios dos treinamentos? Existe algum incentivo na sua cidade para esportistas?

Vitória Santos: Meus pais pagam tudo para mim. Pagam quedas na água, alimentação, hospedagem, transporte para competições, transporte para ir e voltar dos treinos, roupas e equipamentos de treino e competição. Incentivo (da cidade) só mesmo esse de falar “continua, nunca pare, a natação é tão boa”. E sim, a natação é boa, mas não é só de incentivo de motivação que preciso, preciso de alguma parceria. Infelizmente, não temos incentivo dentro da cidade.

 

Beta Redação: Você tem algum tipo de  patrocínio?

Vitória Santos: Não tenho. Uns candidatos a vereador da cidade auxiliaram com a publicação em um jornal, com uma matéria falando sobre a minha carreira. Na minha escola, muitos amigos, professores e diretores me conhecem e me ajudam. Porém, nada muito além disso. Para ter uma noção: eu vendo alfajores na escola para conseguir pagar minhas passagens todos os dias, para assim não sobrecarregar os meus pais com tantos custos para eles. Eu sei das despesas que eles têm, por isso ajudo, é o mínimo que posso ajudar.

 

Beta Redação: Para conseguir patrocínios, como é esse processo?

Vitória Santos: Espero poder continuar treinando, mas para isso é preciso de ajuda, um patrocínio pelo menos. Quero muito continuar, porque a natação para mim é tudo, é uma família que construímos, é um segundo lar. Continuar a nadar seria uma grande satisfação. Se conseguir patrocínio, irei para o Grêmio Náutico União, em Porto Alegre, onde dois atletas deles foram para as Olimpíadas neste ano. Se não conseguir, não sei se irei continuar.

 

Lida 676 vezes

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Por favor resolva a equação * Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.