Geral

Intercâmbio é tema da Semana da Internacionalidade do Unilínguas

O evento é composto por atividades culturais e palestras entre os alunos, tendo como foco principal o assunto intercâmbio

Com o tema “A Língua Estrangeira e a Mobilidade Internacional”, o Instituto de Línguas da Unisinos, o Unilínguas, promove até a próxima sexta-feira, 26, a 6° Semana da Internacionalidade. É o principal evento intercultural do calendário do Unilínguas e tem o objetivo de apresentar aos alunos temas relevantes relacionados a qualificação profissional e pessoal e desenvolvimento da língua estrangeira.

Neste ano, com o apoio de agências de intercâmbio, alunos e professores participam de uma série de palestras e workshops. Os encontros estão ocorrendo no horário das aulas regulares para facilitar a participação dos alunos, com o foco nas viagens ao exterior, o domínio da língua estrangeira na mobilidade internacional e os desafios culturais envolvidos. Nesta edição, a grande novidade são as apresentações conduzidas nos idiomas que os alunos estão estudando.

IMG_6548

Conforme a coordenadora Pedagógica do Unilínguas, Ruth Barkmeyer, o principal perfil dos alunos que procuram os cursos são aqueles que gostariam de estabelecer-se em outro país e superar as dificuldades do idioma. “Trouxemos as agências de intercâmbio para divulgarem os seus programas e, em contrapartida, os alunos recebem dicas das cidades, cultura local, história e geografia”, destaca.

Bernardo Souza, aluno do 1° semestre de Direito, se mostrou bastante interessado. “Gostei da possibilidade de conexão com outras culturas. Pretendo me matricular no Unilínguas. Além do Direito Internacional, aprendendo novas línguas posso me preparar para uma futura carreira na diplomacia”, conta Souza.

A professora Luciana Cavalheiro, que leciona francês na Universidade há 17 anos, relata que 90% dos alunos que procuram o curso pretendem ter a experiência do intercâmbio. “Esta semana temática possibilita sair do cotidiano da sala de aula e mostrar aos alunos o viés da prática e as perspectivas de uso da língua”, destaca. O francês, idioma de origem latina, é um dos mais procurados do Instituto.

IMG_6559

Com sede em Porto Alegre e opções de intercâmbio para 60 países em oito idiomas, a World Study divulga os seus cursos interculturais durante a semana. Em um conversa em inglês, a representante da empresa, Mônica Brizolara, apresentou aos alunos os destinos e aspectos culturais dos locais. “Temos diversas opções de educação no mundo, com cursos longos ou curtos, levando em consideração o nível de inglês e a preferência de moradia do usuário”. Segundo ela, a busca pelo intercâmbio não tem mais idade: “Trabalhamos com grupos a partir dos 11 anos de idade. Há pouco tempo, encaminhamos um grupo de terceira idade para a Alemanha para aprender o idioma”, conta Mônica.

Para participar da Semana da Internacionalidade, é preciso ser aluno da Universidade e preencher um cadastro de interesse.

Como participar de um intercâmbio:

Além disso, como uma forma de trazer a oportunidade de um intercâmbio para a vida dos universitários, a Unisinos, juntamente com o Santander, oferece programas de bolsas de mobilidade acadêmica, tais como o Programa de Bolsas Ibero-Americanas, para que o aluno aperfeiçoe-se em seu campo de estudo e, também, no idioma.

A maioria dos programas exige que o estudante tenha mais de 18 anos, mas os participantes também são acompanhados por representantes das universidades. A estudante de comunicação digital, Paola Ramos, participou, no ano passado, do programa Top China e ficou em Pequim. “Tinha uma funcionária do Santander responsável por todos os selecionados no Brasil e a Unisinos escolheu 4 alunos e 1 professor, que era responsável por nós”, revela.

O Programa de Bolsas Ibero-Americanas disponibiliza um valor para os acadêmicos, como conta Ady Maria Pletsch, Gerente Geral do Santander, da agência Unisinos: “O banco oferece o valor de 3.000 euros para o estudante arcar com os custos, como transporte, acomodação e alimentação. No entanto, o aluno poderá gastar da forma que preferir. Por exemplo, se ele quiser ficar na casa de um amigo que mora no país, poderá ficar e usar o restante do valor para os outros gastos”, completa.

Segundo  Andressa Gazzana Reis, analista de Relações Internacionais da Unisinos, a parceria com o Santander para os programas de mobilidade iniciou em 2009, e o Ibero foi lançado em 2011: “Trata-se de uma oportunidade de bolsa de estudos no exterior, de viver em uma nova cultura. Muitas vezes também é a oportunidade de praticar outro idioma, dependendo da universidade de destino,” conta.

Durante o período fora, o universitário estuda por no mínimo 6 meses no país selecionado. Nesta edição, o interessado pode escolher entre os países Peru, Argentina, Espanha, Chile, Colômbia, México, Portugal, Porto Rico e Uruguai.

As inscrições vão até o dia 09 de junho e, para este ano, serão 10 vagas disponibilizadas pela Universidade. As possibilidades da viagem são para o próximo semestre e o primeiro semestre de 2018. Para inscrever-se, o aluno deverá estar matriculado em sue curso, preencher o formulário e aguardar um e-mail com a confirmação de seu cadastro.

Quem escolhe os alunos que ganharão a bolsa é a própria universidade. De acordo com Andressa, o aluno tem que ter o  Coeficiente de Rendimento Acadêmico de,  no mínimo,  7.  Os critérios de escolha estão disponíveis para consulta no edital de seleção e a inscrição pode ser realizada aqui.

 

Lida 614 vezes

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Por favor resolva a equação * Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.