Geral

Ações que transformam jovens e crianças

Iniciativas de Porto Alegre trabalham para ajudar pessoas em situação de vulnerabilidade social

Foto: Divulgação

Aulas de música estão entre as atividades promovidas pela Fundação Pão dos Pobres. Foto: divulgação.

Com o objetivo de garantir acesso à educação e cultura para crianças e adolescentes de baixa renda, projetos surgidos na Capital surgem como alternativa para atender famílias desfavorecidas.

Uma iniciativa que vem se destacando é a Fundação Pão dos Pobres, que atualmente atende 1430 jovens, de zero a 24 anos de idade. O trabalho da fundação conta com seis programas socioeducativos, que vão desde acolhimentos institucionais até oferecimento de cursos profissionalizantes.

Gerente técnico da instituição há oito anos, João Rocha conta que, por conta do trabalho realizado pela instituição, é possível notar a diminuição na taxa de criminalidade. “Muitos dos jovens que atendemos têm algum histórico de ter cometido ato infracional. De acordo com o mapeamento que fazemos, houve uma redução da criminalidade em 93% dos casos. Ou seja, ao ter contato com as atividades oferecidas, a probabilidade deles voltarem a cometer algum ato é pequena”, comenta.

pão dos pobres 2

Oferecer cursos profissionalizantes é um dos objetivos da Fundação Pão dos Pobres. De acordo com organizador, maior parte dos beneficiados pelo projeto consegue inserção no mercado de trabalho. Foto: divulgação.

João também reitera que os cursos profissionalizantes abriram portas para muitos dos jovens, que já podem ter algum contato com o mercado de trabalho dentro da instituição. “Temos uma média de 65% dos jovens que saem daqui já inseridos no mercado de trabalho”, complementa.

Surgida em 1845, com o intuito de atender pessoas atingidas pela Revolução Federalista, o Pão dos Pobres se expandiu e passou por um reordenamento institucional no ano de 2008. Todo o trabalho da gestão atual é realizado com uma prática de planejamento estratégico e conta com a ajuda de patrocínios e doações. “Desde que reformulamos o projeto, dobramos o número de beneficiados, adquirimos parceria com a sociedade civil e melhoramos nossa relação com o poder público”, comemora.

escola da vida

ONG Escola da Vida promove atividades lúdicas para crianças. Foto: divulgação.

Pensar no futuro e na qualidade da educação também é o objetivo da ONG Escola da Vida. Localizado no bairro Cruzeiro, em Porto Alegre, a instituição atende 82 crianças em situação de vulnerabilidade social, promovendo atividades e acolhimento pedagógico. “Trabalhamos com o objetivo de mostrar para as crianças que elas têm a opção de escolher um futuro melhor, que não precisam viver necessariamente de acordo com o contexto social em que estão inseridas”, comenta.

Em parceria com a Prefeitura de Porto Alegre, a Escola da Vida atende crianças de dois a seis anos, que são inseridas de acordo com a situação financeira e faixa etária. “Procuramos trabalhar juntamente com a família dessas crianças, para que elas também recebam orientações e possam saber o que está acontecendo e nos ajudar na formação dos pequenos”, completa.

A coordenadora frisa a importância de projetos sociais para a vida de crianças e adolescentes. “As instituições sociais são importantes por concederem um espaço de qualidade para crianças que não tem acesso a uma educação básica. O atendimento a essas pessoas e ajudar na sua formação”, aponta.

 

 

 

Lida 962 vezes

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Por favor resolva a equação * Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.