Cultura

Gelpi: da internet para os palcos

Banda gaúcha que iniciou sua carreira no YouTube hoje desponta nas casas de show

gelpi3

Foto: Talles Kunzler

 

Blues, rock e folk são as inspirações musicais do Acústico Gelpi de Porto Alegre. A banda foi fundada em setembro de 2013 pelos irmãos Bolívar, Pedro e Laura Gelpi. Sua história iniciou com os irmãos mais velhos (Bolívar e Pedro) tocando no colégio. O que de inicio parecia só uma brincadeira acabou se tornando um grande gosto pela música e os levou a pontos mais altos. Através do YouTube, encontraram uma forma de dar mais visibilidade ao seu talento com músicas covers. A partir daí, junto com a Laura, abriram um espaço no mercado para um estilo musical que estava ausente em quase todo o país, o folk. O sucesso foi garantido. A banda foi chamada para iniciar seus trabalhos em shows e em festivais como o Caminhos Livres, que ocorreu em Porto Alegre em 2014.

A banda então partiu para composição de músicas de sua autoria, estreando no dia 6 de setembro deste ano o seu primeiro disco, Blood ties, com oito músicas que representam o universo Gelpi. Atualmente a banda também conta com mais cinco músicos: André Menna (bateria), Erik Feller (baixo), Fabiano Fava (trompete), Francisco Gonzaga (bandolim e violino) e Rodrigo Scopel (harmônica).

 

gelpi

Lançamento do disco Blood ties. Foto: Talles Kunzler

 

Para saber um pouco mais sobre a banda, a Beta Redação fez uma entrevista com o vocalista, Bolívar Gelpi:

Beta Redação: No início, a banda fazia um acústico de covers e postava muitas de suas versões na internet. Em sua opinião, qual é a importância da internet para as novas bandas e qual foi o papel dela para a Gelpi?

Bolívar Gelpi: A internet é a melhor ferramenta possível para qualquer artista. Tendo em vista a quantidade de conteúdo e de bandas que existem no mundo, é praticamente impossível ascender sem utilizá-la apropriadamente.
A Gelpi teve grande parte de sua ascensão devido à internet.

 

Beta Redação: Como a banda vê a música folk no Brasil e no Rio Grande do Sul? Já existe uma legião que acompanha mais esse estilo de música?

Bolívar Gelpi: O folk é um estilo em crescimento. Eu morei fora do país em 2013, na Austrália, e o estilo musical estava explodindo em todos os cantos do país. Resolvi trazer o estilo para o Brasil no mesmo ano. Acreditava que o efeito aqui seria o mesmo. E pelo que percebo, está sendo.

 

Beta Redação: Quem é o compositor da banda? E quais são as inspirações para as músicas?

Bolívar Gelpi: A banda que compõe todas as suas músicas. No novo disco, Blood ties, quatro músicas são minhas, três são do Pedro Gelpi e uma é do Francisco Gonzaga. A inspiração para as músicas é resultado de experiências e situações que nos remetem a boas energias. Sempre tentamos passar algum sentimento através das melodias.

 

Beta Redação: A vida de artista muitas vezes não é fácil. É preciso batalhar muito para ganhar seu valor no mercado e um dinheiro para se manter. Como é essa questão para a banda?

Bolívar Gelpi: A gente está bem realista quanto à questão financeira. Atualmente, todos os integrantes investem forças em outras áreas, como estudos e carreiras. Atualmente não sustentamos nossas vidas com o projeto, mas estamos dispostos a largar os “planos Bs” quando isto for possível.

 

Beta Redação: Você é estudante de jornalismo e atualmente produtor cinematográfico. Como é conciliar os estudos e o trabalho com os ensaios e os shows da banda?

Bolívar Gelpi: A minha rotina é bem pesada, saio de casa às oito da manhã e só sossego muitas vezes de madrugada. O esforço é sempre recompensador.

 

Beta Redação: A banda lançou em setembro no Bar Opinião em Porto Alegre o primeiro disco. Fale um pouco sobre a nova playlist e como foi essa experiência de lançamento.

Bolívar Gelpi: O evento foi muito legal. Recebemos a oportunidade do Bar Opinião e pela Loop Discos, e eu produzi todo o evento. Montei uma equipe muito legal com cenário e iluminador cênico e o resultado foi muito recompensador. O Opinião lotou e a festa foi linda. O disco tem oito músicas que representam muito bem o universo musical da Gelpi, vai do blues para rock e do rock para folk.

 

Beta Redação: O novo disco conseguiu ficar vários dias na parada do Spotify “Viral 50 Brasil”, uma das mais cobiçadas e normalmente dominada pela música sertaneja. Qual é o significado disso para banda?
Bolívar Gelpi: Essa foi a maior surpresa do nosso disco! A música Spaceships foi muito bem aceita nos país inteiro. Foi escolhida como “música do dia” do Spotify Brasil e acabou resultando em diversas outras listas. A música chegou aos 100.000 plays em 60 dias de streaming! Um número bem significativo.

 

 

Beta Redação: É possível perceber na agenda da banda que vocês estão tocando em diversas cidades gaúchas como também em outros estados. Como está sendo a receptividade do público nos shows?

Bolívar Gelpi: A gente é sempre muito bem recebido. Nossa banda passa uma energia diferente pelo fato de sermos uma família e prezarmos e cantarmos sobre coisas positivas. Normalmente saímos com novos amigos e novas oportunidades surgem. E tocar para pessoas diferentes, lugares novos, é uma das coisas que mais nos encanta no mundo musical.

 

Beta Redação: O que a banda ainda espera conseguir no futuro?

Bolívar Gelpi: A projeção é seguir trabalhando. Sempre com muita verdade. O futuro será resultado do nosso empenho, por isso não faço muitos planos. Mantemos os pés no chão, aproveitando ao máximo todas as oportunidades que recebemos.

 

Beta Redação: Qual o seu conselho para bandas que estão começando e querem buscar o sucesso, assim como vocês?

Bolívar Gelpi: O melhor conselho que posso dar é saber o que você realmente quer. Sabendo o propósito que tem perante a música, os caminhos vão se abrindo automaticamente. Trabalho e dedicação fazem grande parte do processo, que se for levado a sério, traz retorno.

 

Agenda Gelpi:

Para saber mais sobre a Acústico Gelpi, curta a página da banda no Facebook.

Próximos shows da banda:

Local: Barco Cisne Branco – Porto Alegre

Data: 05/11

Horário: 21:00

Ingresso: Primeiro lote R$40,00 e segundo lote R$ 50,00

_________________

Local: Bar Opinião – 21 anos da Rádio Unisinos

Data: 12/11

Horário: 21:00

Ingresso: Primeiro lote R$40,00 e segundo lote R$ 50,00

 

Lida 1120 vezes

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Por favor resolva a equação * Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.