Geral

Facebook amplia serviço de transmissão de vídeo ao vivo

O serviço Mentions existe desde 2014, mas somente no último mês passou a transmitir vídeos ao vivo

betaredacao-geral-mentionsparajornalistas

App Mentions agora está disponível para jornalistas com conta verificada na rede social./ Foto: Facebook

O CEO e fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, anunciou a expansão do aplicativo Mention na última segunda-feira, 14. O serviço, desenvolvido especialmente para contas verificadas, permite o gerenciamento de perfis e páginas com maior ênfase no engajamento dos usuários. Desde o mês passado, ele permite que “influenciadores”, como artistas, atletas e políticos usem uma nova ferramenta: o live streaming.

O anúncio das novidades veio por meio da própria ferramenta. Com um vídeo curto, que mostrava o escritório central da companhia, na Califórnia, Zuckerberg fez o convite àqueles que esperavam pela mudança. “Este é o nosso primeiro vídeo ao vivo. Nós estamos gravando diretamente da sede do Facebook e eu queria testar isso antes de fazermos nosso primeiro vídeo de Q&A”, disse.

A partir de agora, as contas de jornalistas também estão habilitadas a usar o dispositivo. Os profissionais poderão transmitir eventos ao vivo, além de entrevistas e vídeos de pergunta e resposta – ou Q&A, na sigla em inglês. A notícia veio em um período de crescimento exponencial de aplicativos como Periscope, do Twitter, e Meerkat, que oferecem o mesmo tipo de conteúdo.

A diferença na proposta do Facebook é a não efemeridade dos vídeos. As gravações seguem disponíveis ao fim da transmissão, diferente das demais plataformas. Além disso, aparecem na linha do tempo dos fãs para que eles possam comentar, curtir e compartilhar a publicação. Essas notificações chegam ao administrador da página/perfil em tempo real.

O gerente de produto do Mentions, Vadim Lavrusik, afirmou que a empresa espera que a medida ajude aos jornalistas. “Nós queremos fazer do Facebook uma melhor experiência para jornalistas, seja ele usado para apuração de notícias, seja para conectá-los com seus leitores ou ainda para distribuir seu conteúdo”, afirmou à Wired.

Nesse sentido, o coordenador do curso de Comunicação Digital da Unisinos, Micael Behs, indica que esse é um período de transição. “Vivemos um período de crise na TV, e, por isso, ocorre uma emergência de conteúdo audiovisual na Internet. Essas lógicas midiáticas inovadoras ressignificam a produção jornalística”, comenta. Além disso, esse movimento acelera o processo de mostrabilidade de notícias. Ele acrescenta: “Isso coloca as pessoas em situação de apropriação de conteúdo posto e experimentado: eu coloco meu leitor ao vivo em contato com o que acontece no mundo”.

A funcionalidade é mais uma das aliadas do jornalismo online atual. Com ela, repórteres conseguem transmitir fatos a qualquer hora, em qualquer lugar. Se antes o uso das redes sociais já era importante para as empresas, a tendência é que a adaptação seja crucial para que se mantenham fortes.

Lida 686 vezes

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Por favor resolva a equação * Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.