Geral

ESPECIAL: É preciso olhar por outro ângulo

Cinco boas razões para encarar o câncer de outra maneira

betaredacao-geral-especial-cancer

Em 2013, mais de 8 milhões de pessoas morreram em decorrência do câncer no mundo todo, segundo um estudo da Universidade de Washington, nos EUA. No Brasil, o Atlas On-Line de Mortalidade, uma ferramenta lançada pelo Instituto Nacional de Câncer (Inca), disponibiliza diversos dados a respeito do número de óbitos em função dessa doença. Os dados indicam que, também em 2013, cerca de 190 mil pessoas faleceram no país por conta da patologia. Dessas, 53% eram homens.

Os dados são preocupantes, mas essa não é a proposta aqui. A ideia é contar a história de pessoas que estão passando ou já passaram por esse problema, mas o encararam de uma forma diferente. Davi, Marlise e José Cláudio são pessoas de idades, rotinas, famílias e histórias que teoricamente não se encontram. Mas, na verdade, têm um ponto em comum. Um ponto crucial, capaz de mudar suas vidas: o câncer. Seja na mama, no fígado, na retina, seja em qualquer outra parte do corpo, a doença é, junto à depressão, considerada o mal do século XXI. Assim como os três, milhares de pessoas recebem esse diagnóstico todos os dias. A diferença é a forma como maioria delas reage à situação. Lidar com a doença dá medo. José Cláudio conta que a possibilidade de morte assusta, mas que esse não deve ser o foco. “Claro que vai ter outras pessoas com câncer, mas esse meu, ele que fique tranquilo. Pode me matar, mas vai comigo”, brinca. 

A arma que os eles encontraram para lutar contra o câncer foi a leveza. E, a partir dessa perspectiva, a nossa proposta é mostrar que é possível, sim, viver bem diante de um futuro incerto.

 

Edição: Bárbara Müller

Produção: Bárbara Müller e Thaciane de Moura

Reportagem: Bárbara Müller e Thaciane de Moura

 

Lida 691 vezes

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Por favor resolva a equação * Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.