Política

Encaminhado projeto que prevê regulamentação do Uber

O projeto pretende estabelecer um marco legal para a operação do Uber e de iniciativas semelhantes em Porto Alegre

 

Na quarta-feira (2), uma semana após ter votado a favor do projeto que proíbe o Uber na capital, a vereadora Fernanda Melchionna (PSOL) protocolou o projeto de lei que prevê a regulamentação do serviço em Porto Alegre. A proposta vem assinada também pelo companheiro de bancada, o vereador Prof. Alex Fraga, e também pelo parlamentar Alberto Kopittke (PT).

 

Vereadores entregam projeto que prevê regulamentação do Uber / Foto: Luciano Victorino

Vereadores entregam projeto que prevê regulamentação do Uber / Foto: Luciano Victorino

 

O projeto pretende estabelecer um marco legal para a operação do Uber e de iniciativas semelhantes. Na justificativa da proposta, os autores afirmam que a regulamentação dos serviços de transporte surgiu exatamente para garantir regras mínimas de qualidade e que a entrada de novos serviços pode ser um importante fator de melhoria e redução dos preços, desde que devidamente regulamentada.

Lida 686 vezes

Comentários

Um comentário sobre “Encaminhado projeto que prevê regulamentação do Uber”

  1. Marco Prass disse:

    A vereadora argumenta que a regulamentação dos serviços de transporte “surgiu exatamente para garantir regras mínimas de qualidade” e que “a entrada de novos serviços pode ser um importante fator de melhoria e redução dos preços, desde que devidamente regulamentada”. Na prática, contudo, sabemos que ocorre exatamente o contrário. Táxis, que são regulamentados, custam muito mais que a Uber, e as ditas “regras mínimas de qualidade” inexistem. Sem contar que a entrada REGULAMENTADA da Uber no mercado não fará com que os preços baixem. Pelo contrário: no exemplo do “táxi preto”, em São Paulo, ocorreu exatamente o oposto. O serviço custará ainda mais que a tarifa rotineira dos táxis. Tudo isso prova que regulamentação não é solução para absolutamente nada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Por favor resolva a equação * Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.