Política

Ex-vereador de Gravataí assume vaga na Câmara Federal

Após assumir interinamente a presidência da República, Michel Temer iniciou uma dança das cadeiras em Brasília e sobrou para gaúchos sentarem nelas. A composição ministerial de Temer permitiu que dois suplentes de deputados gaúchos assumisse vagas na Câmara. Um deles, o ex-vereador de Gravataí Jones Martins, terceiro suplente peemedebista da bancada gaúcha, que obteve 17.749 votos na eleição de 2014. Martins assumiu a vaga do deputado federal Osmar Terra, que passa a ser ministro do Desenvolvimento Social. O ex-vereador estava na chefia do gabinete de Alberto Beltrame, secretário de Assistência à Saúde do Ministério da Saúde.

Martins quase assumiu na Câmara Federal por duas vezes. Com o afastamento de 180 dias de Dilma Rousseff e as trocas ministeriais, ele realiza o sonho de ser deputado federal e representar os gaúchos no Parlamento. Entre janeiro e março deste ano surgiu a primeira chance de  assumir o mandato. Como terceiro suplente do PMDB, era o próximo na linha sucessória, pois Mauro Lopes assumiu a vaga de Giovani Feltes, secretário da Fazenda do governo Sartori e José Fogaça a de Márcio Biolchi, chefe da Casa Civil. Por problemas cardíacos, Fogaça iniciou o ano afastado das atividades legislativas. Ele sairia de licença, mas o regimento da Câmara dos Deputados dá ao parlamentar o direito às faltas com atestado de saúde por até 120 dias. Dessa forma, a convocação não ocorreu.

Agora, Jones Martins voltará a colocar um nome de Gravataí na Câmara – o último representante da cidade em Brasília havia sido Edir Oliveira, entre 2001 e 2006. “Fico muito contente em tomar posse como deputado federal, trabalhei muito para atingir esse cargo. Vou trabalhar pelos gaúchos e pela minha cidade. Gravataí terá um representante que irá lutar pelas demandas que necessitam de apoio nacional.”

A partir da sua posse, Martins assumiu os postos até então ocupados pelo titular, como a Frente Nacional da Saúde e as Comissões de Ética e Seguridade Social. “Também já participei do Conselho de Ética que está analisando o caso de Eduardo Cunha”, conta o deputado.

 

jones martins

Jones Martins na Câmara Federal. (Foto: Arquivo pessoal)

 

Jones Martins, do PMDB, tem 44 anos. É advogado, especialista em Direito Constitucional. Em 2008, concorreu ao cargo de prefeito de Gravataí, recebendo 51 mil votos no pleito, vencido por Rita Sanco (PT).

Lida 733 vezes

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Por favor resolva a equação * Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.