Economia

Criatividade no prato: filmes e jogos para conquistar paladares

Hamburgueria de Sapucaia investe em sanduíches temáticos. Restaurante de São Leopoldo cria pratos inspirados em filmes

Páginas de quadrinhos nas paredes. Uma réplica do BB-8, robô queridinho de Star Wars, ao lado de baldes em formato de cabeças de Deathtroopers. Perto das escadas, o escudo do Capitão América protege os passos de quem passa por lá. No teto, naves sobrevoam os clientes, como se travassem uma guerra pela galáxia.

Essa poderia ser a descrição do quarto de um aficionado pela cultura pop e o mundo nerd. Mas, na verdade, tudo isso faz parte da decoração da Bomba Burguer, uma hamburgueria em Sapucaia do Sul, a 30 quilômetros de Porto Alegre.

A Bomba, como é carinhosamente chamada por quem frequenta o local, foi inaugurada há 10 meses e tem chamado a atenção. O restaurante foi criado pela designer de interiores Fabiane Carvalho, 35 anos, e o marido, Fábio Bombardelli, 41 anos (por isso o nome Bomba, como uma referência ao sobrenome de Fábio).

A casa tem 12 hambúrgueres fixos no cardápio, todos com nomes de videogames. Isso porque durante anos o casal teve uma locadora de jogos no bairro, que acabou fechando pela baixa no movimento.

Fábio sempre foi fã de jogos e, atualmente, tem mais de 80 em sua coleção. Fabiane tem aflorado o gosto por séries, livros e filmes. Há muito tempo o casal pensava em uma maneira de unir as duas paixões. Fábio, que trabalha em um hotel na Capital, sempre gostou de cozinhar. “Quando nossos amigos faziam alguma festa, o Fábio sempre era chamado para preparar a janta. Eles só chamavam porque ele cozinha bem”, brinca Fabiane. Fábio então buscou cursos para se especializar. E foi em meio às panelas que ele descobriu o encanto pelos hambúrgueres.

 

Um prato recheado de boa comida e cultura pop 

Inaugurada em maio de 2016, a Bomba já teve eventos de Supernatural, Harry Potter, The Walking Dead, Esquadrão Suicida e A Bela e a Fera (este último foi decidido por meio de votação na página do restaurante). Durante esses momentos , a lancheria chega a comercializar 300 hambúrgueres, segundo Fabiane. As festividades acontecem sempre durante o lançamento de um filme ou o início de uma nova temporada. A cada evento, um novo sanduíche é criado por Fábio.

Mesmo havendo variações nas opões de lanches, os clientes ainda podem trocar os pães e os hambúrgueres do sanduíche. “Tem gente que não come o pão de abóbora (que é laranja), então pede para trocar pelo tradicional. Além disso, temos opções de hambúrgueres de carne bovina, frango, porco e vegano”, explica Fabiane.

Segundo Fabiane, isso ajuda a fidelizar os clientes, pois são lanches exclusivos, pensados para aquela ocasião, podendo ainda ser modificados, de acordo com o gosto deles. “Quando algum lanche tem uma boa aceitação, ele acaba entrando para nosso menu fixo”, diz Fabiane. Exemplo disso são dois hambúrgueres, que depois de seus eventos, entraram para o cardápio do Bomba: o Esquadrão Suicida e o Lucille.

 

_DSC0042

Pão roxo é destaque no hambúrguer inspirado no Esquadrão Suicida. Foto: Diovana Dorneles/Beta Redação

 

O Esquadrão Suicida tem pão roxo, duas carnes, repolho e um sabor agridoce. Já o Lucille, nome do taco de beisebol do Negan, de The Walking Dead, é levado ao forno. Todos os lanches são acompanhados por batata rústica e maionese verde. Os preços variam entre R$ 14,90 e R$ 31,90.

 

Confira o vídeo do momento em que personagens de The Walking Dead “atacam” o Esquadrão Suicida:

 

Dos cupcakes ao restaurante

Outro restaurante que está apostando em pratos temáticos é a Funny Feelings Cup Cake Rock Café, em São Leopoldo, que cria pratos inspirados em filmes e personagens. Diferentemente da Bomba, que é especializada em hambúrgueres, a Funny trabalha com pratos variados.

Localizada em uma casa antiga, na Rua Primeiro de Março, no Centro de São Leopoldo, a Funny foi criada para ser um “ambiente acolhedor”, define o proprietário, Fabiano Chaves. Ele conta que a esposa, Fani Thomas, sempre foi uma doceira de mão cheia. O casal já tinha uma equipe que vendia cupcakes nas cidades de Canoas, Esteio, Sapucaia do Sul e São Leopoldo. Os doces eram oferecidos aos comerciantes das regiões centrais de cada localidade. Porém, mesmo com o sucesso dos bolinhos, o casal sempre sonhou em ter um restaurante.

O espaço tem um ar de sala de casa, aconchegante. Nas paredes, quadros com frases inspiradoras dividem espaço com personagens da cultura pop. As prateleiras são compartilhadas por vários bonecos de super-heróis e personagens de desenhos animados. No puxador do freezer, um mestre Yoda de pelúcia é o guardião das cervejas artesanais que são oferecidas no bar e, por fim, a trilha sonora que embala os encontros no Funny não poderia ser outra: o rock.

Segundo Fabiano, logo que abriu o estabelecimento, eram oferecidos 28 sabores de cupcakes. Com o passar do tempo, o casal percebeu a necessidade de servir pratos salgados. Foi aí que ele trouxe uma receita de família: o pão recheado. “Eu cresci vendo meu pai comer pão com restinhos de molhos, carnes e outros tipos de comida. Fui melhorando a receita, até transformar em prato principal”, relembra.

Além dos tradicionais pães recheados, Fabiano lança, de tempos em tempos, pratos inspirados em personagens famosos. O mais recente foi o prato Arlequina, do Esquadrão Suicida, descrito como “bife de filé mignon ‘aos murros’ no pão com manteiga, tomatinhos refogados, manjericão e queijo mussarela”. “Tinha que ser ‘aos murros’, é a Arlequina!”, explica Fabiano, fazendo referência à personalidade da personagem. De acordo com ele, a criação dos pratos se inspira nas características dos homenageados. “A sobremesa do prato não poderia ser outra: pudim”, brinca o proprietário.

 

Tudo começou com a produção de cupcakes

Tudo começou com a produção de cupcakes. Foto: Diovana Dorneles/Beta Redação

 

Os pratos inspirados em filmes e personagens não são fixos, e voltam de acordo com a aceitação do público. Isso ajuda a fidelizar o cliente, que gosta daquele prato e volta quando ele está no cardápio novamente.

Outros restaurantes temáticos

Mas os restaurantes com lanches criativos e temáticos não são exclusividade do Rio Grande do Sul. Um dos primeiros, e mundialmente conhecido, é o Hard Rock Cafe. O primeiro restaurante da marca foi inaugurado em 1971, em Londres. Com o passar dos anos, a marca foi se expandindo e ganhando espaço em outros países. Instrumentos de lendas do rock, camisas, jaquetas e discos ajudam a compor o ambiente. Hoje o Hard Rock Cafe está em 75 países. A única unidade do restaurante no Brasil fica na capital paranaense, no boêmio bairro Batel.

Seguindo em Curitiba, O Barba é mais um exemplo de restaurante temático. Quem decide visitar o local entra em um verdadeiro navio pirata. Os lustres dão um ar ainda mais real. Nas paredes, pinturas de sereias e caveiras. No cardápio, todos os pratos recebem nomes de piratas: Barba Negra, Capitão Gancho, Steve – o pirata.

Na capital gaúcha outros dois restaurantes chamam a atenção: o Templários Pub e o Quentin’s. O primeiro, como o nome já sugere, é um restaurante inspirado na época medieval. Espadas e armaduras estão por toda parte e até os atendentes estão vestidos de acordo com a época. Já o Quentin’s é inspirado no diretor, roteirista, produtor de cinema e ator Quentin Tarantino. Tudo tem relação com os filmes do diretor.

Lida 1314 vezes

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Por favor resolva a equação * Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.