Cultura

Conhecendo a série The Ranch e as produções originais Netflix

Estimativa é a de que Netflix disponibilize cerca de 70 produções originais ao todo em 2016

Em 19 anos desde o seu surgimento, a Netflix passou de um simples serviço de aluguel de DVDs via correio nos Estados Unidos a um gigante do streaming com atuação global. Com tanta prosperidade, a empresa tem apostado cada vez mais em produções originais, especialmente em séries.

Atualmente o acervo de séries e programas de TV conta com aproximadamente 1.197 séries, de acordo com um levantamento do AllFlicks, site que lista o conteúdo disponível no serviço. Entre essas produções estão 28 originais produzidas pela Netflix – séries e desenhos –, que renderam 34 indicações ao Emmy Awards 2016.

Investir e apostar em conteúdo exclusivo custa caro e leva tempo, mas, com o sucesso que as produções originais do serviço de streaming vêm tendo no cenário global, não é de se surpreender que tenhamos muito mais desse tipo de conteúdo disponível nos próximos anos.

Criada por Don Reo e Jim Patterson (coprodutores executivos de Two and a Half Men), The Ranch acompanha uma família de um rancho no estado norte-americano do Colorado. Ashton Kutcher é Colt, um jovem que retornou para o rancho da família após uma curta temporada jogando futebol americano semiprofissional. No elenco estão ainda os atores Sam Elliot, Debra Winger, Danny Masterson e Elisha Cuthbert.

 

Produção original Netflix foi lançada em 1º de abril de 2016.

 

“Um tipo diferente de família”

Esta é a legenda do pôster oficial de divulgação da série, que já dá fortes indícios do que se trata a produção. No primeiro episódio temos a volta de Colt Bennet à sua cidade natal, após ter se arriscado pelo mundo do futebol americano semiprofissional durante um curto período. O personagem interpretado por Ashton Kutcher tem problemas com bebida – inclusive aparece com bebidas alcoólicas em quase todos os episódios da primeira temporada –, e isso contribuiu para que sua carreira como jogador fosse interrompida – além dos constantes problemas causados por seus relacionamentos amorosos.

Colt decide voltar para ajudar o pai Beau (Sam Elliot) e o irmão Rooster (Danny Masterson) com os afazeres do rancho. A relação entre os três é bastante complicada. O pai não confia na capacidade dos filhos para desempenhar as tarefas do dia a dia, o que acaba gerando diversos atritos ao longo dos episódios. E, depois de cada briga familiar, Colt sempre acaba indo ao bar da mãe Maggie (Debra Winger) para beber e desabafar – e, na maioria das vezes, acaba levando bronca da matriarca da família, que vive em um trailer nos fundos do bar.

O reencontro entre Ashton Kutcher e Danny Masterson, após terem atuado juntos em That 70’s Show, é um dos pontos positivos da série. O entrosamento dos atores é visível e causa situações engraçadas ao longo dos episódios. Além disso, o drama familiar norte-americano característico de famílias que vivem no interior, com seus costumes e hábitos e a relação do pai com os filhos, faz com que a série se torne ainda mais interessante – principalmente no quesito humor.

 

Sam Elliot durante cena da primeira temporada

Ashton Kutcher, Danny Masterson e Sam Elliot durante cena da primeira temporada. Foto: Netflix/Divulgação

 

Impressões pessoais de The Ranch

Chama atenção em The Ranch a atuação de Sam Elliot, como Beau, um senhor de idade avançada, rabugento, cabeça dura e extremamente apegado às rotinas diárias, que se envolve em situações muito engraçadas ao longo dos episódios – durante as brigas com os filhos, principalmente.

Já a interpretação que Danny Masterson dá ao personagem Rooster parece ser uma cópia do ator de Se beber, não case Zach Galifianakis. Principalmente por se envolver em situações extremamente constrangedoras e acreditar que, apesar disso, é um homem descolado e com destaque entre o público feminino.

Ashton Kutcher mantém o mesmo padrão de atuação das produções anteriores em que o ator esteve envolvido, como Two And a Half Men e That 70’s Show. Não se trata de uma interpretação magnífica, brilhante e extremamente engraçada, mas também não deixa a desejar. Como personagem, Kutcher se sai muito bem e convence o espectador de que aquela história, apesar de fictícia, tem certo grau de realidade injetada.

A série foi produzida nos mesmos formatos já consagrados de produções anteriores, como Friends, How I Met Your Mother, entre outras. O gênero sitcom – comédia de situação  – foi bastante explorado pelos produtores, e este é outro ponto positivo a ser destacado. Apesar de não ser uma das séries de maior sucesso da Netflix, como House of Cards e Orange Is The New Black, The Ranch é uma boa série sazonal, bem-humorada e interessante para se assistir depois de um dia inteiro de trabalho e de tarefas. Altamente indicada para momentos de descanso e relaxamento.

Confira o trailer da primeira temporada de The Ranch:

 

 

Lida 1353 vezes

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Por favor resolva a equação * Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.