Economia

Com parceira italiana, Unisinos sediará evento sobre o mercado vinícola

Universidade sedia o "1° Summit Internacional de Inovação em Nutrição e Alimentos" em parceria com a Universidade de Pádua, com foco na produção do vinho

betaredacao-economia-vinho

Crédito: Tobias Toft

Entre os dias 22 e 24 de setembro, a Unisinos sedia o “1° Summit Internacional de Inovação em Nutrição e Alimentos – Wine: Technology, Biotechnology and Health”. Destinado a gestores e pesquisadores de empresas e universidades, além de estudantes e profissionais da área de Nutrição, o evento tem a intenção de integrar a universidade e o setor produtivo de maneira mais efetiva. Além disso, a atividade promoverá discussões sobre saúde, biotecnologia e mercado da uva e do vinho.

Com coordenação da doutora em Ciências Biológicas Denize Ziegler, o evento é promovido pela Unisinos em parceria com a Universidade de Pádua, da Itália, e conta com apoio do Capes, CNPq e da Vinícola Miolo, de Bento Gonçalves. A cidade italiana é uma das maiores produtoras de vinho em toda a Velha Bota.

Mercado do vinho segue em alta no país

Em pesquisa divulgada no último mês pelo Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), o consumo de vinhos no país cresceu 4,6% no primeiro semestre de 2015, em comparação ao ano anterior. Em um período de economia retraída, em que houve uma redução de 0,9% nas compras dos brasileiros, o número é bastante significativo, representando 9,1 milhões de litros.

betaredacao-economia-vinho2

Crédito: Jeff Kubina

O aumento do dólar também encareceu as importações. Em função disso, o número de importações de vinho chegou a cair 1,9%. Ainda assim, é possível encontrar opções bem baratas e produzidas no país. De acordo com a lista dos cem melhores vinhos do mundo, divulgada pela Associação Mundial de Jornalistas e Escritores de Vinhos e Licores (WAWWJ), os quatro vinhos brasileiros que figuram na lista podem ser adquiridos por menos de R$ 30, em média.

Os dois representantes da Vinícola Aurora, de Bento Gonçalves, Marcus James Espumante Brut (8° lugar) e Aurora Espumante Chardonnay Brut (39° lugar), podem ser comprados por R$ 19 e R$ 21, respectivamente. Já os representantes da Cooperativa Vinícola Garibaldi, Espumante Garibaldi Prosecco Brut (9° lugar) e Garibaldi Espumante Moscatel (52° lugar), podem ser encontrados por R$ 26,50 e R$ 24,90, respectivamente.

O ranking, elaborado com base em 74 concursos mundiais de bebidas, coloca o Brasil na 13ª posição em um ranking que conta com 62 países. Na América Latina, os vinhos brasileiros ficam atrás apenas dos argentinos e chilenos.

1º Summit Internacional de Inovação em Nutrição e Alimentos – Wine: Technology, Biotechnology and Health

Quando: De 22 a 24 de setembro

Onde: Unisinos – Auditório Unitec (22 e 23/09) / Auditório Maurício Berni (24/09)

Quanto: R$ 30 para alunos e R$ 50 para o público em geral

Mais informações no site do evento.

Lida 558 vezes

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Por favor resolva a equação * Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.