Política

“O presente nós perdemos. Não podemos perder o futuro”, afirma ex-presidente Dilma

Líder petista participou da aula inaugural do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da UFRGS na noite de terça, dia 2

Empolgação era o que melhor definia o público que estava no entorno do Salão de Atos da UFRGS na tarde de terça-feira (2/5). O motivo era a aula inaugural promovida pelo Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH) da universidade, que contou com a presença da ex-presidente Dilma Rousseff (PT). Dilma palestrou cerca de duas horas, abordando o processo de impeachment que sofreu e programas realizados durante seu governo, além de atacar o sucessor Michel Temer (PMDB).

Recebida pelo público com as saudações “Volta, querida!” e “Dilma guerreira, mulher brasileira!”, e sem o tradicional blazer vermelho, a ex-presidente apareceu discretamente, sem ser chamada pelo cerimonial, para ovação da plateia que praticamente lotava o Salão de Atos. Ela iniciou sua fala destacando o acesso democrático nas universidades federais, por meio da política pública de cotas que viabiliza o estudo para muitos jovens brasileiros. “Graças a essas políticas hoje temos a capacidade de ter as cores do Brasil aqui representadas”, afirmou. 

Em seguida, Dilma fez uma pequena linha do tempo sobre processo de impeachment sofrido em 2016 e elencou que não houve crime de responsabilidade que o justificasse durante seu mandato. Ela afirmou ainda que o “projeto neoliberal” que está sendo implantado não teve só a articulação dos setores políticos como PMDB e PSDB, alegando que somente isso não daria a sustentação ao “golpe”. “Parte da grande mídia oligopolista desse país e parte de segmentos de grandes empresários do setor financeiro tiveram responsabilidade no impeachment ”, enfatizou a ex-presidente, que também falou sobre o futuro do país e defendeu novas eleições gerais e a reforma política, através de uma Constituinte exclusiva.

Na continuidade da aula inaugural, a ex-mandatária da República declarou que o país está sofrendo “graves retrocessos sociais” e criticou a PEC 241, que limita os gastos públicos por 20 anos. “A educação no Brasil tem um grande papel, pois é o único mecanismo que torna perene a distribuição de renda, a inclusão social, a redução da desigualdade e a criação de novas oportunidades para esses setores. E não se faz educação de qualidade sem dinheiro, por isso limitar o teto real é um crime contra o futuro do Brasil”, assegurou.

Ao falar sobre corrupção, Dilma Rousseff também fez fortes críticas ao juiz Sérgio Moro e falou sobre o papel da imprensa, de “informar, e não julgar”.

 

A ex-presidente finalizou a palestra, interrompida muitas vezes por aplausos e gritos de “fora, Temer”, comentando que considera importante a ampliação dos espaços democráticos no país e que as discussões políticas devem ter como base a verdade. “Na ditadura a gente tem que lutar para mentir, e na democracia se fala a verdade. O presente nós perdemos, não podemos perder o futuro”, salientou.

 

Na visão do público 

Ainda na saída do Salão de Atos, muitos estudantes que assistiram à palestra comentavam sobre o que ouviram. Temas como democracia, igualdade e direitos sociais eram pauta nas rodas de conversas. Para o aluno de Direito Maicon Toledo, o principal desafio para a consolidação da democracia é o fortalecimento das instituições democráticas do país. “Uma reforma política urgente é o que tem que acontecer, caso contrário vamos continuar no mesmo modelo de política que existe desde sempre, onde o mais pobre paga a conta e paga pelas riquezas dos que estão no poder”, defendeu.

Esperança é o que a estudante de Filosofia Maria Carolina Gurgacz levou da palestra da Dilma. “Ela nos encheu de esperança e energia, e ficou bem evidente a força que ela tem, principalmente para nós, mulheres. Acredito que ainda tem chance para a democracia, e eu luto por isso”, declarou a estudante. Empolgada, ela contou que jogou uma carta dentro do carro da Dilma. “Eu espero que chegue nela o que eu escrevi”, disse, entusiasmada.

Lida 1027 vezes

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Por favor resolva a equação * Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.