Cultura

Acústico Rockfeller se consolida no cenário gaúcho e lança música autoral

Evento de lançamento será junto ao show de Frank Jorge, no Abbey Road, em Novo Hamburgo

Foto: Anna Schwartz

Foto: Anna Schwartz

Formada por dois jovens talentos – Marlon Saul, violão e backing vocal; e Caio Kolling, voz e percussão -, a Acústico Rockfeller atingiu um novo patamar. Nascida em 2012, a banda começou sua trajetória cantando covers de artistas que vão do estilo Folk à Bossa Nova. Mas, depois de fazer shows em mais de 20 cidades gaúchas e contar com o apoio e admiração de Frank Jorge, os artistas perceberam que estava na hora de alçar voos mais altos. Por isso, na próxima sexta-feira, dia 18 de novembro, a Acústico Rockfeller irá fazer um pocket show para lançar o single e videoclipe autoral da canção “Midway Through Drunk“, no Abbey Road Bar, em Novo Hamburgo. A banda participará do evento de apresentação do novo álbum do amigo e apoiador Frank Jorge, batizado de “Escorrega Mil Vai Três Sobra Sete“.

A banda, que já foi objeto de reportagem da Beta Redação em maio de 2016 e explicou que o inglês faz parte de sua essência, decidiu se arriscar de forma autoral depois de perceber que havia grande aceitação ao seu repertório e estilo. “Nos estabilizamos como profissionais e alcançamos nossa meta de viver do ofício. Com isto, nos sentimos aptos a mostrar nossa face autoral”, destaca Saul.

Com grandes planos, o sonho não para por aí. A Acústico Rockfeller pretende, em breve, lançar um CD de covers, EP e até DVD. “Acredito que 2017 será um ano de muito trabalho e lançamentos”, prospecta o responsável pelo violão e backing vocal da dupla.

Confira entrevista exclusiva com Marlon Saul:

Marlon Saul / Foto: Anna Schwartz

Marlon Saul / Foto: Anna Schwartz

Quando e como surgiu a banda?

A dupla Acústico Rockfeller surgiu em meados de 2012, na cidade de Novo Hamburgo. Depois de ouvir o Caio cantando, percebi que ele se destacava e o convidei para formar um duo e tocar na noite clássicos do Rock que nos influenciavam.

Quem são vocês? Faça um perfil de cada integrante.

Trabalhamos com ambientação musical. Uns nos chamam de artistas, outros músicos, mas, pra nós, somos trabalhadores mesmo. Vendemos serviço musical. Eu sou metódico, perfeccionista e gosto de metas e desafios na área do entretenimento. Caio tem um perfil poético, e, ao mesmo tempo, superobjetivo. É fácil a relação entre nós, ambiciosos que somos.

Vocês vão lançar a primeira música autoral e mais um clipe. Como decidiram que estava na hora de tomar essa decisão?

Depois de percorrer mais de 20 cidades pelo Estado e perceber que a aceitação era muito positiva, nos estabilizamos como profissionais e alcançamos nossa meta de viver do ofício. Com isto, nos sentimos aptos a mostrar nossa face autoral. Queremos incluir nossas composições no nosso setlist atual e promover gradativamente nossa veia artística.

Gravação Single "Midway Through Drunk" / Foto: Arquivo pessoal

Gravação Single “Midway Through Drunk” / Foto: Arquivo pessoal

Como foi feito o clipe? Quem participou?

O clipe foi uma parceria com a produtora porto-alegrense Materea Filmes. Pensamos em recriar o ambiente da nossa canção autoral e conversamos com o pessoal para pôr em prática este desejo. Compraram o desafio e gravamos em março deste ano, no Abbey Road Bar, em Novo Hamburgo, com participação de Silvana Lyra como atriz principal, além de diversos amigos que aceitaram sair de casa na tarde de uma terça-feira.

Como surgiu a parceria com Frank Jorge e demais nomes?

Frank Jorge sempre nos apoiou, desde o início da nossa função. Ele estava sempre nos convidando para abrir seus shows e nos indicando para contratantes. Produzimos juntos este single, no qual ele mesmo gravou o contrabaixo e seu parceiro de banda, Alexandre Birck, a bateria. Também convidamos nosso amigo e músico de Novo Hamburgo Márcio Fülber para gravar a gaita de boca.

Quando será lançada a música/clipe?

Vamos lançar música e videoclipe na noite do dia 18 de novembro no Abbey Road Bar, em Novo Hamburgo, com show do Frank Jorge e banda com seu novo álbum “Escorrega Mil Vai Três Sobra Sete”. Na noite, faremos pocket show da Acústico Rockfeller, depois vamos bater um papo com o pessoal falando de como foi a produção deste material novo, e por fim, sobe ao palco o mestre com sua “crocância” [Frank Jorge].

Foto: Ericks Pinto

Foto: Ericks Pinto

Quantos shows fazem por mês?

Fazemos em média 15 apresentações mensais em mais de 20 cidades pelo Estado. Além de músicos, somos empresa, produtores, assessores, roadies, e, por vezes, nossas próprias tietes (risos). Quero dizer que somos uma dupla independente que toma a frente de todas as áreas profissionais que envolvem a carreira musical. Inclusive, este pode ser o nosso diferencial.

Quais são os planos para o futuro?

Pretendemos lançar um CD com o melhor do nosso repertório cover, EP com 6 canções autorais e, no fim do ano, um DVD ao vivo em algum teatro. Acredito que 2017 será um ano de muito trabalho e lançamentos.

Outras considerações:

Acessem nosso site com todas as mídias sociais da dupla, vídeos, fotos e contato direto com a gente. www.acusticorockfeller.com.

Lida 1421 vezes

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Por favor resolva a equação * Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.