Esporte

OPINIÃO: Eventos-teste para as instalações ou para os atletas?

Eventos-teste para as instalações ou para os atletas?

Para o Comitê Rio 2016, os eventos-testes são para testar todas as instalações das Olimpíadas, como as piscinas, os estádios, as pistas de corrida, a iluminação e os serviços de competição esportiva, entre eles: os resultados, as áreas de jogo, a energia e a segurança. A arbitragem, os colaboradores e os voluntários também participam do preparatório. Alguns desses eventos são intitulados de campeonatos mundiais e qualificatórios, dando a chance para os atletas ocuparem as últimas vagas dos Jogos Olímpicos.  Mas quais seriam os verdadeiros objetivos desses eventos? Testar a estrutura das Olimpíadas ou o desempenho dos próprios atletas?

Há modalidades olímpicas que não são disputadas, porque nenhuma atleta atinge a média de pontuação necessária para a competição e assim, essas modalidades ficam de fora os Jogos Olímpicos. Como, por exemplo, o aparelho de argola. O aparelho da ginástica artística masculina não fará parte dos Jogos do Rio 2016, o que deixará as seleções de ginastas desfalcadas, já que a pontuação de conjunto é feita pela somatória de todos os aparelhos – completando os 10 pontos. Outra questão levantada pelos atletas é o aproveitamento de algumas modalidades.

 Algumas modalidades da esgrima são divididas em grupos e individuais durantes as competições. Mas como não existe as duas possibilidades nas olimpíadas, essas modalidades não são executadas e nos eventos-teste conseguimos dar visibilidade e eles servem como treino, sem falar que são competições mundiais. Você conhece atletas de várias nacionalidades”, afirma TyWilliam Guzenski, esgrimista selecionado para os eventos-teste do Rio 2016.

Olhando pelo lado positivo dos eventos, percebemos que os atletas podem reconhecer os campos de disputas. A pista e o percurso para as maratonas já foram aprovados pelos corredores olímpicos, no mês de abril. Nas modalidades do pentlato moderno foram testadas as pistas de corrida, os locais de hipismos, as pistas de esgrima. Falando em esgrima, outra particularidade dessa modalidade são as rodadas bônus. Normalmente, elas não ocorrem em todas as olimpíadas, o que ajuda a justificar a importância dos eventos-teste, que deram a oportunidade para os atletas ganharem pontos bônus nos Jogos Olímpicos 2016.

Observando os pontos levantados percebemos que o comitê olímpico se preocupa mais em testar a estrutura do que os atletas, embora eles estejam concorrendo a vagas olímpicas ao participar desses eventos-teste.

Lida 649 vezes

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Por favor resolva a equação * Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.